Barcelona processa Neymar e pede indenização por saída do craque

  • Por Jovem Pan com EFE
  • 22/08/2017 12h08 - Atualizado em 22/08/2017 12h10
Neymar foi contratado pelo PSG, que pagou a multa rescisória no valor de 222 milhões de euros

O Barcelona abriu uma ação judicial contra o atacante brasileiro Neymar, exigindo que seja pago o valor de 8,5 milhões de euros referentes a parcelas pagas pelo clube catalão após a renovação de contrato com o seu ex-jogador, hoje no PSG. O clube alega que Neymar não cumpriu com os termos presentes no contrato.

Em documento divulgado em suas redes sociais, o Barcelona indica que está defendendo seus interesses após Neymar descumprir o que foi assinado há menos de um ano, quando renovou seu vínculo com o clube até 2021.

“O clube reclama ao jogador a quantidade correspondente ao bônus pela renovação, por descumprimento de contrato. Além disso, quer que o PSG assuma o pagamento destes valores, caso o jogador não possa fazê-lo”, aponta comunicado.

Além dos 8,5 milhões de euros, o Barceona quer um adicional de 10% a título de juros.

De acordo com comunicado divulgado pela diretoria do clube catalão, o processo foi iniciado em 11 de agosto, e, imediatamente, houve comunicação à federação espanhola, para que comunicasse à entidade francesa e à Fifa.

A renovação de contrato já foi motivo de discussão antes mesmo da ida do brasileiro ao PSG. O pai e empresário de Neymar exigia que o Barcelona pagasse o bônus de renovação no valor de 26 milhões de euros. O clube congelou o pagamento e garantiu que só entregaria a quantia caso o jogador permanecesse na Espanha.

Atualmente, Neymar está no PSG, que o adquiriu por 222 milhões de euros, e já tem três gols marcados nos dois jogos em que atuou com a camisa do time parisiense.