Blatter se diz contra uso do árbitro de vídeo na Copa deste ano

  • Por EFE
  • 10/01/2018 15h03
EFEJoseph Blatter foi presidente da Fifa entre 1998 e 2015. Ele renunciou ao cargo em meio ao maior escândalo de corrupção da entidade

O ex-presidente da Fifa Joseph Blatter se disse contrário ao uso do árbitro de vídeo (VAR) durante a Copa do Mundo deste ano, na Rússia, por considerar que o recurso não estará desenvolvido suficientemente e é aplicado de maneira diferente em alguns países que já o implementaram.

“A Copa não pode ser usada como cobaia para uma intervenção tão grande no desenvolvimento do jogo”, disse Blatter em entrevista publicada nesta quarta-feira (10) pela revista alemã SportBild. “Seria um erro utilizar o árbitro de vídeo na Rússia, o sistema não está maduro, muitos países o usam de maneira diferente”, acrescentou.

O sucessor de Blatter na presidência da Fifa, Gianni Infantino, quer utilizar o VAR no Mundial. O sistema foi testado em vários campeonatos pelo mundo, incluindo a Copa das Confederações, o Mundial de Clubes, a Taça Libertadores e a Copa Sul-Americana, gerando ainda algumas polêmicas.