Boca é multado após torcedor realizar gestos racistas em jogo contra Corinthians

Leonardo Ponzo foi preso pela Polícia Militar de São Paulo e acabou solto após o pagamento de fiança no valor de R$ 3 mil; multa da Conmebol foi de 30 mil dólares

  • Por Jovem Pan
  • 23/05/2022 17h55
EFE/Fernando Bizerra Torcedor do Boca Juniors que imitou macaco durante a partida do Corinthians foi solto após pagamento de fiança Torcedor do Boca Juniors que imitou macaco durante a partida do Corinthians foi solto após pagamento de fiança

O Boca Juniors, da Argentina, foi multado pela Conmebol em 30 mil dólares (cerca de R$ 145 mil) após um jogador de sua torcida ser flagrado cometendo um gesto racista numa partida contra o Corinthians, na Neo Química Arena, no dia 26 de abril. O confronto foi válido pela terceira rodada do Grupo E, da Copa Libertadores da América. A decisão, assinada pelo presidente da Comissão Disciplinar da entidade, Eduardo Gross Brown, foi publicada nesta segunda-feira e o episódio enquadra-se nos artigos 9 – que trata sobre responsabilização do clube por atos de torcedores – e 17 – sobre sanções em caso de discriminação – do Código Disciplinar.

A multa refere-se apenas ao caso de injúria racial que ocorreu na Neo Química Arena, ou seja, não há relação com os episódios recentes que ocorreram na Bombonera, em Buenos Aires, no novo confronto entre os clubes. Na ocasião, o argentino Leonardo Ponzo realizou gestos similares a de um macaco em direção à torcida do Corinthians e acabou preso pela Polícia Militar de São Paulo. O mesmo foi solto após o pagamento de fiança no valor de R$ 3 mil.