Bolt encerra mistério e diz que jogará partida beneficente por time da Unicef

  • Por EFE
  • 27/02/2018 08h12
EFEUsain Bolt se aposentou das pistas após o Mundial de Atletismo do ano passado

O ex-velocista jamaicano Usain Bolt, dono de oito medalhas olímpicas de ouro e recordista mundial dos 100m e 200m, anunciou nesta terça-feira (27) que jogará uma partida beneficente no próximo dia 10 de junho, à frente de uma seleção mundial, contra uma equipe inglesa comandada pelo cantor Robbie Williams.

Bolt, que deixou o atletismo após o Mundial de Londres do ano passado, encerrou nesta manhã o mistério que tinha aberto nas redes sociais, quando garantiu que ter sido contratado por um time de futebol, iniciando os rumores após realizar alguns treinamentos no Manchester United e Borussia Dortmund.

Inclusive foi especulado a possibilidade que tivesse acertado com o Mamelodi Sundowns, da África do Sul, que também publicou nas redes sociais uma mensagem remetendo ao anúncio desta terça, assegurando que: “o futebol não será mais o mesmo”.

Bolt disse estar “animado” por liderar a equipe Soccer Aid World XI, que se enfrentará o England Aid, de Robbie Williams, e juntará celebridades e com ex-jogadores, no dia 10 de junho, no Old Trafford, estádio do Manchester United, e cuja arrecadação será destinada ao Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).