Brasil resolve no 1º tempo, bate a Itália e pega a França na semi do Mundial sub-17

  • Por Jovem Pan
  • 12/11/2019 08h41
Reprodução/CBFA seleção brasileira sub-17 bateu a Itália nas quartas de final da categoria

A seleção brasileira está classificada às semifinais do Mundial Sub-17. Na noite da última segunda-feira (11), com gols marcados no primeiro tempo, a equipe derrotou a Itália por 2 a 0, pelas quartas de final, no duelo disputado no Estádio Olímpico de Goiânia.

A adversária da seleção nas semifinais vai ser a França, que também nesta segunda massacrou a Espanha por 6 a 1, sendo que esta partida está agendada para as 20 horas de quinta-feira (14), no Estádio Bezerrão, no Gama. O confronto envolverá as únicas seleções ainda com 100% de aproveitamento no torneio. Antes, às 16h30, no mesmo local, México e Holanda vão duelar pela outra vaga na decisão.

Com um ritmo forte, a seleção abriu o placar da partida logo aos cinco minutos. No lance, o lateral Patryck foi lançado na ponta esquerda por Pedro Lucas e avançou até a área, finalizando às redes para fazer 1 a 0, surpreendendo o goleiro Molla.

Após o gol, o cenário da partida se alterou. A Itália acuou a seleção em vários momentos, criou oportunidades para empatar o duelo, especialmente em jogadas aéreas, mas falhou nas finalizações ou parou nas defesas do goleiro Donelli.

Para melhorar a sua situação, o Brasil marcou pela segunda vez no fim do primeiro tempo. Aos 39 minutos, em rápido contra-ataque, Pedro Lucas agora acionou Peglow, que chutou cruzado, com a bola batendo na trave antes de entrar.

Foi a segunda assistência na partida do gremista, o escolhido pelo técnico Guilherme Della Dea para ocupar a vaga do vascaíno Talles Magno, que se lesionou no duelo com o Chile, pela oitavas de final, e não participará mais do Mundial. Já Peglow chegou aos três gols na competição, igualando Kaio Jorge na artilharia do Brasil no torneio.

A vantagem deu mais tranquilidade ao Brasil, que não sofreu tanto no segundo tempo, ainda que a parte final do jogo tenha sido movimentada, com oportunidades para as duas seleções. A melhor delas, porém, acabou sendo da Itália, aos 36 minutos, quando Gnonto ficou cara com Donelli, que fez grande defesa, sacramentando a passagem da seleção às semifinais do Mundial Sub-17.

*Com informações do Estadão Conteúdo