Brasil tenta melhorar ataque sem nenhuma herança da Copa de 2018

  • Por Jovem Pan
  • 20/03/2019 11h30
Pedro Martins / MoWA PressRicharlison tem sido a principal surpresa da Seleção Brasileira após a Copa

Depois da Copa do Mundo de 2018, a principal preocupação da Seleção Brasileira tem sido o ataque. No amistoso contra o Panamá, sábado (23), técnico Tite vai tentar consertar esse problema com uma grande reformulação. A provável escalação do ataque, revelada nesta terça-feira (19), tem 4 jogadores que não foram titulares na Rússia.

O único remanescente é Philippe Coutinho, mas ele não é uma herança da Copa de 2018, pois não atuará na mesma função. Em vez de jogar centralizado, o atleta do Barcelona será escalado na ponta esquerda, provavelmente com liberdade total para se movimentar pelo ataque. Na prática ele será o substituto de Neymar, lesionado.

As 4 novidades do setor ofensivo são Arthur, Lucas Paquetá, Richarlison e Roberto Firmino. O volante do Barcelona tem se firmado como principal articulador de jogadas da Seleção. O meia do Milan costuma ser muito elogiado por Tite e ainda está buscando espaço.

No ataque Richarlison e Firmino já conseguiram brilhar depois da Copa do Mundo e provavelmente irão para a Copa América de 2019. O desempenho no amistoso contra o Panamá pode determinar se eles serão titulares ou não.

Desempenho no pós-Copa

Até agora o Brasil não tomou sequer um gol nos amistosos que fez depois da Copa do Mundo. Mas o ataque só funcionou bem contra a frágil seleção de El Salvador. Nas outras partidas, mesmo quando enfrentou outros times fracos, a Seleção fez no máximo 2 gols. Enfim, os resultados foram bons, mas o desempenho ainda preocupa.

Veja todos resultados da Seleção Brasileira depois da Copa de 2018:

EUA 0 x 2 Brasil
Brasil 5 x 0 El Salvador
Arábia Saudita 0 x 2 Brasil
Brasil 1 x 0 Argentina
Brasil 1 x 0 Uruguai
Brasil 1 x 0 Camarões