Camp Nou com portões fechados divide opiniões entre os jornais espanhóis

  • Por Jovem Pan
  • 02/10/2017 09h05 - Atualizado em 02/10/2017 09h05
Alejandro Garcia / EFE barcelona Catalão Sergio Busquets comemora o gol marcado diante de um Camp Nou vazio em prol das eleições na regiões

Sem conseguir adiar a partida por conta do referendo pela independência da Catalunha, marcado pela forte repreensão policial e deixando centenas de feridos, o Barcelona decidiu realizar a partida contra o Las Palmas, vencida por 3 a 0, diante de um Camp Nou vazio. A decisão do time, engajado nas eleições da região separatista, dividiu opiniões entre os jornais da Espanha nesta segunda-feira (2).

Entre os jornais catalães, houve apoio ao clube e posições contrárias ao não adiamento da partida. Tanto o Sport quanto o L’Esportiu (jornal da região escrito em catalão) trataram a decisão da La Liga como “vergonha”. O Sport também tratou como “dignidade” a postura de jogadores como Piqué, que chorou durante a entrevista coletiva e declarou que pode deixar a seleção espanhola.

Já o Marca, publicação da capital Madri, foi crítico ao Barcelona. Com a manchete “não há ninguém que aplauda este Barça”, o jornal citou que o clube tentou suspender a partida em apoio a um “referendo ilegal” e recuou diante de punições que poderiam ser impostas ao time.