Carille diz que poupar atletas no Corinthians seria desrespeito com a Ponte Preta

  • Por Estadão Conteúdo
  • 07/07/2017 19h15 - Atualizado em 07/07/2017 19h24
Fábio Carille confirmou Romero e Léo Príncipe entre os titulares neste sábado

O técnico Fábio Carille confirmou nesta sexta-feira a equipe do Corinthians para encarar a Ponte Preta, neste sábado (8), às 19 horas, no Itaquerão, com força máxima. O treinador explicou que, por respeito ao time de Campinas, não pretende poupar nenhum atleta visando o clássico contra o Palmeiras, que será na próxima quarta, na casa do rival.

“Não vou fazer isso (poupar). Só se algum jogador correr risco de lesão. Os mesmos três pontos do Palmeiras valem com a Ponte Preta. Se eu fizer isso, estarei desrespeitando a Ponte Preta e relaxando meus jogadores”, explicou o treinador, em entrevista coletiva realizada nesta sexta-feira (7), no CT Joaquim Grava, em São Paulo.

Nem mesmo os jogadores que estão pendurados com dois cartões amarelos – casos do volante Gabriel, dos meias Rodriguinho e Marquinhos Gabriel e do centroavante Jô – serão preservados. “Os cuidados são sempre os mesmos. Evitar levar cartões bobos, reclamar com o juiz, essas coisas. Tem que estar focado e por aqui não se fala de Palmeiras”, assegurou o comandante corintiano.

Em relação ao time que enfrentou o Botafogo na última rodada, as novidades ficam para o retorno do atacante paraguaio Romero, que cumpriu suspensão, e a entrada do lateral-direito Léo Príncipe, que ocupa a vaga de Fagner, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

“Léo Príncipe fez bons jogos neste ano. No primeiro tempo que ele fez contra o Universidad de Chile, quando se machucou, foi muito bem. Ele também já jogou clássico com o São Paulo (1 a 1, no estádio do Morumbi, pelo Campeonato Paulista) e temos certeza que fará um grande jogo”, projetou Fábio Carille, que pode completar 26 jogos de invencibilidade dirigindo a equipe alvinegra neste sábado (8).

Sem mistérios, o Corinthians vai a campo com Cássio; Léo Príncipe, Pablo, Balbuena e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô.