Casal de torcedores da Chapecoense confessa roubo e produção de bombas

  • Por Jovem Pan
  • 19/09/2019 16h26
MATHEUS SEBENELLO/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDOChapecoense

Um casal de torcedores da Chapecoense, integrante de torcida organizada, confessou o roubo de material químico explosivo (Nitrato de Potássio) com a intenção de criar bombas para utilizar durante os jogos da equipe de Chapecó.

“O casal de suspeitos confessou a prática da infração penal, relatando que elaboraram explosivos para utilização em partida de futebol, do clube da cidade, expondo, assim, a integridade física e a vida própria e de terceiros, presentes nos arredores, bem como dentro do estádio. Havia, inclusive, intenção de utilização contra integrantes da própria Chapecoense”, informa a polícia em nota.

Os jovens, de 19 e 20 anos, serão indiciados na próxima semana por furto e produção ilegal de explosivos. Nenhum dos dois tem passagem pela polícia. Os nomes não foram revelados.

As investigações começaram após uma empresa relatar o roubo de 700g de Nitrato de Potássio. O produto foi descartado antes da chegada da polícia.