Ceni diz ser improvável treinar Corinthians ou Palmeiras por respeito ao torcedor do SPFC

  • Por Jovem Pan
  • 30/04/2020 12h59 - Atualizado em 30/04/2020 13h01
Mourão Panha/Estadão ConteúdoRogério Ceni é o atual técnico do Fortaleza

Rogério Ceni defendeu o São Paulo por 25 anos, conquistou diversos títulos com o Tricolor e chegou até a treinar o time do Morumbi por alguns meses. Devido à sua grande identificação com o clube, o técnico afirmou que assumir Corinthians ou o Palmeiras é uma questão improvável.

Em entrevista ao “Valor Econômico”, nesta quinta-feira (30), Ceni disse que não pretende jogar fora o respeito adquirido com o torcedor são-paulino. O “Mito”, entretanto, falou que comandar um arquirrival não é algo “impossível” de acontecer.

“Não diria que é impossível, pois nada é impossível nesta vida, mas acho muito pouco provável. Muito do respeito que eu conquistei com o torcedor são-paulino se deve à rivalidade de 25 anos que tive com esses clubes. Não pretendo jogar fora isso, até porque existem muitos outros grandes clubes no Brasil”, declarou o atual técnico do Fortaleza.

Em 2017, Ceni começou a sua trajetória no banco de reservas justamente no São Paulo. O início, entretanto, não foi promissor e o ídolo acabou sendo demitido após 37 partidas. Mesmo assim, ele ainda considera a decisão de iniciar sua carreira como treinador no Tricolor um grande acerto.

“Treinar o São Paulo foi o maior acerto que fiz. Foi o maior acerto puxar 23 jogadores novos para o time, principalmente sendo que 12 deles pertenciam à categoria de base. Foi o maior acerto ter conseguido promover esses jovens jogadores e valorizá-los no exterior, a ponto de botar R$ 180 milhões no cofre do clube só com a venda dessas revelações”, afirmou.

No ano passado, Ceni deixou o Fortaleza para comandar o Cruzeiro, mas acabou retornando ao time nordestino em pouco tempo. No entendimento do técnico, não faltou comprometimento durante o período em Minas Gerais.

Rogério Ceni é ídolo no São Paulo e no Fortaleza

“Passei 21 dias sem sair de lá. Três semanas sem arredar o pé de lá. Era a única forma que eu tinha para conhecer as pessoas, os jogadores. Saí uma vez só para jantar em Belo Horizonte, uma só. Falta de trabalho não foi”, declarou.

Por fim, Rogério também falou da sua relação com a torcida do Fortaleza. “É realmente especial. A festa que eles fazem entro do estádio é fantástica, algo extremamente prazeroso para mim. Não preciso ir ao shopping da cidade para sentir esse afeto”, concluiu.

Ceni possui três títulos como treinador do Fortaleza: Campeonato Brasileiro série B (2018), Campeonato Cearense (2019) e a Copa do Nordeste (2019).