Com gol polêmico, Corinthians volta a vencer e amplia vantagem na liderança

  • Por Jovem Pan com Estadão Conteúdo
  • 17/09/2017 18h00 - Atualizado em 17/09/2017 19h39
Apesar da reclamação do Vasco, Jô comemora o gol da vitória do Corinthians

Depois de quatro partidas, o Corinthians voltou a vencer neste domingo (17) e ampliou sua vantagem na liderança do Campeonato Brasileiro. Jogando diante de mais de 40 mil torcedores presentes no Itaquerão, o time comandado por Fábio Carille recebeu o Vasco e depois de muitas chances desperdiçadas bateu o adversário por 1 a 0, com um gol polêmico do atacante Jô.

Com o triunfo, o Corinthians chegou aos 53 pontos, dez a mais que o segundo colocado Grêmio, que em outro duelo do dia foi derrotado pela Chapecoense por 1 a 0, em Porto Alegre. Já o Vasco estacionou nos 31 pontos e ocupa a nona posição da tabela, permanecendo ainda um pouco distante do G6 do Brasileirão.

Após o duelo deste domingo, o Corinthians atuará novamente na quarta-feira (20) para enfrentar o Racing, na Argentina, no confronto de volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Já o Vasco terá como próximo desafio a partida do dia 25 de setembro, uma segunda-feira, às 20 horas, na Ilha do Retiro, em Recife, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O jogo

O Corinthians entrou determinado em busca da vitória. Empurrado pela torcida, o time se mostrava bem taticamente no duelo, mas tecnicamente alguns jogadores não apresentavam o mesmo brilho do primeiro turno do campeonato. A primeira boa jogada foi com Rodriguinho, que recebeu ótimo passe, invadiu a área, mas mandou para fora com muito perigo.

Aos 20, o lateral Guilherme Arana, que voltava à equipe após quatro partidas de ausência, arriscou de longe, mas a bola subiu demais. A partir daí o Vasco melhorou um pouco e teve uma chance com Nenê, que chutou forte, Cássio espalmou e no rebote nenhum jogador do Vasco alcançou.

Só que o domínio do time da casa era nítido e mesmo os cariocas incomodando com Nenê e Mateus Vital, o Corinthians ainda tinha as melhores chances. Pelo lado esquerdo, o incansável Romero era o motor da equipe e por pouco não abriu o marcador aos 29, quando chutou e a bola desviou na defesa rival.

Na base da pressão, o Corinthians manteve o ritmo forte e foi prejudicado pela não marcação de um pênalti em cima de Jô, aos 39. O jogador reclamou muito, mas a arbitragem mandou seguir. E pouco antes do intervalo, em um cruzamento de Romero, Rodriguinho cabeceou sozinho, de dentro da pequena área, mas mandou por cima do gol.

Na etapa final, o Corinthians voltou mais forte ainda e encurralou o Vasco. Rodriguinho teve nova chance, mas o goleiro Martín Silva fez ótima defesa. Depois, Jadson perdeu grande chance quase na marca do pênalti e na sequência foi a vez de Maycon desperdiçar. Aos 25, Jô mandou para o gol e Martín Silva fez ótima defesa.

Só que aos 28 não teve jeito. Carille havia sacado Jadson para a entrada de Marquinhos Gabriel. E não demorou para o jogador fazer bela jogada pela esquerda, cruzar e Jô mandar a bola para o fundo do gol. No lance, vascaínos reclamaram muito do corintiano, que teria marcado com ajuda do braço. No entanto, a arbitragem validou o gol.

A partir daí, o Vasco tentou o empate de forma desorganizada e o Corinthians apostou nos contra-ataques. Teve até a chance de fazer o segundo, quando Jô cruzou e por pouco Rodriguinho não chegou na bola, mas atrás a defesa se portou bem e garantiu a festa dos torcedores em Itaquera.

Ouça o gol da vitória do Corinthians sobre o Vasco na narração de Nilson César: