Com show de Sornoza, Fluminense massacra o Salgueiro e avança na Copa do Brasil

  • Por Estadão Conteúdo
  • 15/02/2018 22h03
LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.Gilberto comemora o primeiro gol marcado na vitória do Fluminense sobre o Salgueiro

Em sua melhor partida na temporada de 2018, o Fluminense carimbou a classificação para a terceira fase da Copa do Brasil ao golear o Salgueiro-PE pelo placar de 5 a 0, em partida realizada nesta quinta-feira (15), no Engenhão, no Rio de Janeiro. O destaque ficou por conta do equatoriano Sornoza, com um gol e três assistências.

O Fluminense aguarda agora o vencedor de Juventude e Avaí – que se enfrentam na semana que vem, em Caxias do Sul – para saber quem será o seu adversário na próxima fase, que terá jogos de ida e volta.

O time carioca fez um primeiro tempo beirando a perfeição. Os comandados do técnico Abel Braga não deram qualquer chance para surpresas, envolveram o Salgueiro desde os primeiros minutos e jogaram um balde de água fria no adversário abrindo o placar logo aos seis minutos. Sornoza cruzou para Gilberto. O lateral partiu em velocidade pelo lado direito de campo, invadiu a área e mandou para o fundo das redes.

Sornoza estava afiado. O meia comandou o meio de campo e mostrou o motivo que leva Abel Braga a acreditar no seu potencial. Aos 19 minutos, o equatoriano deu bela assistência para Marcos Júnior, que parou no goleiro Mondragon. Na sobra, o próprio atacante empurrou para as redes e ampliou.

E o placar ainda foi pouco por tudo que o Fluminense fez na etapa inicial. Perdeu mais três oportunidades de marcar, enquanto que o Salgueiro só chegou em chutes de longa distância. Na melhor delas, Willian Anicete parou em Júlio César.

O panorama do segundo tempo não foi diferente. O Fluminense seguiu em ritmo intenso e voltou a marcar aos nove minutos. Jadson acionou Robinho pela direita. O atacante lançou para Pedro, que tentou o domínio, mas viu a bola sobrar para Gilberto. Em dia de artilheiro, ele bateu de esquerda para fazer mais um.

O quarto saiu aos 21 minutos. Marlon recebeu na esquerda e deu para Sornoza. O equatoriano deixou Robinho na cara do gol. O atacante só empurrou. O Salgueiro quase diminuiu com Richard, que jogou contra a própria meta, mas Júlio César salvou.

Antes do apito final, deu tempo para Sornoza fechar a sua noite com chave de ouro. Principal destaque do time, o meia tabelou com Pedro e tirou de Mondragon para dar números finais ao duelo.