Conmebol define Montevidéu como sede das finais da Libertadores e da Sul-Americana

Velocidade da vacinação no Uruguai e a expectativa de controle da pandemia em novembro foram fatores levados em conta pela Confederação durante a escolha

  • Por Jovem Pan
  • 13/05/2021 14h48 - Atualizado em 13/05/2021 16h09
EFE/Ernesto Ryan POOLEstádio Centenário sediará as finais da Libertadores e da Copa Sul-Americana

O Conselho da Conmebol decidiu nesta quinta-feira, 13, que Montevidéu, a capital do Uruguai, será a sede das finais da Libertadores e da Copa Sul-Americana. Em meio à segunda onda da pandemia do coronavírus, a cidade foi escolhida por causa da boa situação sanitária projetada para novembro. “O Uruguai planeja vacinar uma alta porcentagem de sua população até julho, o que colocaria o país entre os mais seguros do continente nas datas programadas para as finais”, justifica a Conmebol. As finais únicas da Sul-Americana e da Libertadores acontecerão no Estádio Centenário, nos dias 6 e 20 de novembro, respectivamente.

Além dos critérios sanitários, a Confederação levou em conta o fato do estádio Centenário permitir a presença de um número considerável de espectadores. Segundo a Conmebol, as finais únicas servirão como uma forma de relançamento do estádio, visando uma possível candidatura sul-americana para a Copa do Mundo de 2030. Além disso, também foi analisada a alta capacidade hoteleira e as operações de aeroportos da cidade. De acordo com a Confederação, Montevidéu obteve uma alta classificação em comparação com as outras candidatas. Durante a reunião do conselho, já ficaram definidas as sedes para o ano de 2022: o Estádio Monumental de Guayaquil, no Equador, receberá a Libertadores e o Estádio Mané Garrincha, em Brasília, sediará a Copa Sul-Americana.