Conmebol denuncia Flamengo por permitir entrada de filhos dos jogadores no gramado em festa da Libertadores

  • Por Jovem Pan
  • 05/12/2019 18h36
EFE/Antonio Lacerda

A Conmebol denunciou o Flamengo por conta da entrada dos filhos dos jogadores no gramado durante a festa do título da Libertadores. Após o apito final, diversos atletas foram até as arquibancadas buscar seus filhos para comemorarem juntos. Porém, o ato pode doer no bolso do clube.

A Conmebol abriu um processo disciplinar contra o Flamengo contra o não cumprimento dos artigos 105 e 163 do Regulamento da Conmebol Libertadores 2019. O clube pode ser multado por no mínimo 15 mil dólares. O Rubro-Negro tem até o dia 9 de novembro para recorrer.

outras ações que sejam organizadas diretamente pela Conmebol, crianças ou bebês, assim como mascotes institucionais. A vulnerabilidade desta obrigação implicará a imposição de sanções ao clube responsável pelos órgãos disciplinares da Conmebol, incluindo uma multa mínima de U$ 15.000

Descumprimento dos artigos

“Art. 105 Não se permitirá antes nem depois de nenhuma partida em nenhuma etapa do torneio a entrada no campo de jogo dos jogadores acompanhados por crianças, exceto para protocolo oficial de entrada de jogadores e “Art. 105 Não se permitirá antes nem depois de nenhuma partida em nenhuma etapa do torneio a entrada no campo de jogo dos jogadores acompanhados por crianças, exceto para protocolo oficial de entrada de jogadores e outras ações que sejam organizadas diretamente pela Conmebol, crianças ou bebês, assim como mascotes institucionais. A vulnerabilidade desta obrigação implicará a imposição de sanções ao clube responsável pelos órgãos disciplinares da Conmebol, incluindo uma multa mínima de U$ 15.000

Art. 163 São consideradas infrações específicas do torneio:

a) Utilização de mascotes institucionais ou de patrocínio no campo de jogo e suas zonas periféricas. Será proibida a presença do “mascote” institucional dos clubes participantes ou de algum de seus patrocinadores no campo de jogo e suas zonas periféricas.

b) Não será permitido que os times entrem no campo de jogo acompanhados por crianças ou bebês, exceto para o protocolo oficial de entrada de jogadores e/ou outras ações organizadas diretamente pela Conmebol.

A infração destes parágrafos implicará ao clube responsável a imposição das seguintes sanções pelos órgãos disciplinares da Conmebol.

Por uma primeira infração: multa de U$ 15.000
Por uma segunda infração: multa de U$ 25.000
Por uma terceira ou subsequente infração: multa de pelo menos U$ 40.000″