Andrés crava permanência de Carille e ‘culpa’ primeira partida por eliminação

  • Por Jovem Pan
  • 26/09/2019 00h28
Divulgação/Ag. Corinthians

Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, culpou a atuação do time na partida de ida em Itaquera, quando perdeu por 2 a 0, como a responsável pela eliminação da equipe na Copa Sul-Americana. O Timão empatou por 2 a 2 nesta quarta-feira, jogando em Quito, e volta do Equador sem a vaga na final.

“Perdemos no primeiro jogo, fomos muito mal e ficou difícil de recuperar aqui, aqui é difícil jogar, campo muito duro, muito fofo, muito não sei o quê, mas lutamos e o que importa é que lutou, correu, ele tiveram sorte em dois lances e fizeram dois gols”, disse Andrés.

O presidente do Corinthians também rechaçou qualquer possibilidade de demitir Fábio Carille após a eliminação na Sul-Americana.

“Não tem, vocês reclamam quando tira treinador, agora ficam perguntando se treinador vai sair. Treinador continua o Carille, ele vai ficar aqui até o final do ano que vem, se ele não quiser sair antes, depende dele. Errar é do jogo, é jogador, treinador, diretoria, todo mundo tem sua parte de culpa. Jogo catastrófico que fizemos na Arena e pagamos caro”, afirmou.

Andrés ainda comentou a declaração de Carille na última semana, após a derrota no jogo de ida para o Independiente Del Valle, sobre o time ter sentido a pressão por ter muito garoto. O treinador Alvivegro foi muito criticado pela torcida e imprensa. Até Mateus Vital, titular naquela partida e que não saiu do banco de reservas hoje, rebateu o técnico.

“Treinador dá entrevista quatro vezes por semana e às vezes sai umas palavras que não é o que ele pensa na hora, mas saiu. Mas está tudo bem, todo mundo junto, torcendo, é que as pessoas às vezes não se conformam em perder e não ter crise. Faz muitos anos que não tem mais isso”, explicou.