Andrés cutuca rivais sobre possível eliminação na Sul-Americana e banca Carille

  • Por Jovem Pan
  • 24/09/2019 16h59
Rodrigo Gazzanel/Estadão ConteúdoAndrés Sanchez

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, está em Quito, no Equador, para acompanhar a equipe no jogo de volta da Copa Sul-Americana, contra o Independiente del Valle, na próxima quarta-feira (25), às 21h30. O Timão foi derrotado em casa por 2 a 0 e precisará vencer por dois gols de diferença para ficar com a vaga. Devolver o 2 a 0 leva a disputa da vaga na final para as penalidades máximas.

Andrés Sanchez aproveitou o momento difícil do Corinthians no torneio e a possibilidade de eliminação para dar uma cutucada nos rivais.

“Vamos amanhã fortíssimos tentar reverter. Se não reverter, voltar de cabeça erguida e se dedicar totalmente ao Brasileiro, como tem muitos times já se dedicando ao Brasileiro há muito tempo. E times bilionários aí, em?”, disse em entrevista ao SporTV.

“Estamos num momento que talvez a imprensa em geral não goste do futebol que estamos jogando, mas é o único time de São Paulo que está nos dois torneios ainda. E tem um título já”, ponderou Sanchez.

Momento de Carille

Andrés também comentou o momento conturbado de Fábio Carille. O treinador vem sofrendo muita pressão da torcida e da imprensa. A entrevista coletiva após a derrota em casa para o del Valle quando falou que o Corinthians tinha muitos meninos não pegou muito bem.

“Ele foi infeliz numa colocação, numa palavra, mas o jogador (Mateus Vital) não estava ali sentindo. Não tem problema nenhum com jogador, com treinador, com nós, nada”, comentou.

“Se eu não estivesse contente com o Carille, ele já tinha saído do Corinthians. Não vou ficar aguentando ninguém com quem eu não queira trabalhar. O Carille é nosso treinador, será nosso treinador, não tem rixa nenhuma. Quando vemos alguém falando que a gente não se dá bem, nós damos risada”, concluiu.