Andrés diz que voltou para resolver problemas do estádio e não vai gastar com reforços no Corinthians

  • Por Jovem Pan
  • 01/05/2018 18h39
Johnny Drum/Jovem PanAndrés mostrou otimismo sobre o pagamento de dívidas

Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, está realmente preocupado com a situação financeira do clube. Em entrevista ao Sportv, nesta terça-feira (1), ele afirmou que não pretende gastar com reforços e está focado no pagamento da dívida da arena em Itaquera.

Sobre reforços, Andrés explicou: “não quero jogador consagrado. Já contratamos seis garotos que têm futuro para crescer. Quando contratei Paulinho e Ralf, todo mundo reclamava”.

Andrés se referiu ao lateral Juninho Capixaba, o volante Thiaguinho, os meias Mateus Vital e Fessim, o meia-atacante Bruno Xavier e o atacante Matheus Matias.

Questionado por que voltou a ser presidente do Corinthians, Andrés citou o estádio: “teve um problema que começou comigo, que não foi um problema, foi uma solução, que foi o estádio. E ninguém mais do que eu e o Luis Paulo Rosemberg, que começamos lá atrás, voltamos agora para tentar resolver esse problema da Arena, para parar esse ‘diz que me disse'”.

Depois o presidente detalhou o problema da dívida do Corinthians e mostrou otimismo: “o Corinthians deve R$ 1,180 bilhão para a Caixa Econômica Federal e a Odebrecht. O estádio custou R$ 985 milhões. O fundo pegou o dinheiro do BNDES. A Caixa era a repassadora de R$ 400 milhões, depois a Odebrecht pagou 500 milhões. Nós temos R$ 480 milhões de CIDs (Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento), que vamos começar a vender. Você vai ter cerca de 45,50% para sanar a dívida. Temos 12 anos para pagar. É igual uma casa: você financia, você fica desempregado e refinancia, mas eu acho que o Corinthians não vai precisar refinanciar”