Andrés insiste em bancar Loss e diz que Libertadores não é prioridade

  • Por Jovem Pan
  • 23/08/2018 08h28
Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians Sanchez acredita que Loss ainda tem o controle do vestiário no Corinthians

A maioria da torcida do Corinthians tem pedido a demissão do técnico Osmar Loss, após tantos resultados ruins. Nesta quarta-feira (23), o Timão perdeu o 3º jogo consecutivo no Campeonato Brasileiro, contra o Fluminense. Mas o presidente Andrés Sanchez vai bancar a permanência do treinador e focar toda atenção na Copa do Brasil, sem priorizar nem mesmo a Copa Libertadores.

“O Corinthians está priorizando Copa do Brasil, Brasileiro e Libertadores por último. A diretoria prefere a Copa do Brasil não só pelo aspecto financeiro. São quatro jogos. É um mata-mata e tudo pode acontecer. Depois, o Brasileiro, que temos de pontuar, e depois a Libertadores”, explicou Andrés.

Questionado se Loss corre risco de ser demitido após uma possível eliminação diante do Colo Colo, na semana que vem, Andrés negou: “se for eliminado, uma semana depois tem a Copa do Brasil. Não vai ser um mágico que vai vir e solucionar em cinco dias, ainda mais não tendo tempo de treinamento. Enquanto os jogadores estiverem fechados, conscientes do que têm de fazer, não tem que ter mudança”.

O presidente do Corinthians entende que o elenco ainda está comprometido com Loss e diz que a maior culpa pela má fase é da perda de jogadores importantes, como Balbuena, Maycon e Rodriguinho, negociados recentemente: “sair três ou quatro jogadores atrapalha todo o planejamento. É muito dinheiro, eu falei que só fica no Corinthians quem quiser. Não adianta ficar jogador descontente”.