Andrés Sanchez fala sobre interesse do Corinthians em Jô e Balbuena

  • Por Jovem Pan
  • 22/04/2020 14h07
Peter Leone/O Fotográfico/Estadão ConteúdoAndrés Sánchez é o presidente do Corinthians

Presidente do Corinthians, Andrés Sanchez comentou sobre a atuação do clube no mercado da bola enquanto o futebol está paralisado devido à pandemia do novo coronavírus. Em entrevista à “TV Bandeirantes”, nesta quarta-feira (22), o mandatário admitiu que tem interesse em recontratar Jô e Fabián Balbuena.

O atacante, que defende o Nagoya Grampus, possui contrato com a equipe japonesa somente até o final de 2020 e não está sendo muito utilizado pelo clube atualmente. Assim, Andrés afirmou que Jô poderá retornar ao Parque São Jorge caso ele não renove o contrato com o time nipônico.

“Se o Jô não renovar no Japão, as portas não estão abertas, mas hoje não tem conversa nenhuma. Enquanto ele tiver contrato não tem como”, afirmou.

Questionado sobre o possível retorno de Balbuena, do West Ham, Andrés afirmou que o defensor teria que reduzir o seu salário para voltar a jogar no Timão.

“Se aceitar salário do Corinthians pode voltar amanhã. Lá ganha por semana. Tivemos atrito, discussão de alto nível, mas foi um cara 100%. Renovou contrato sabendo que ia embora, não foi igual ao seu Despacito (Romero)”, falou.

Em tom ácido, o presidente do Corinthians também cutucou outro atacante identificado com a Fiel. “Pato saiu numa boa, empresário pediu Y, nós oferecemos X. Não fico chateado se me pede R$ 1 milhão. Fico chateado se é para o cara sair livre, como o Senhor Guerrero, o senhor Romero”, disse.

Por fim, Andrés falou que não sente rancor com a negociação fracassada por Rony, que acabou fechando com o Palmeiras.

“Não. Eles (Palmeiras) pagaram uma fortuna, estão em outro patamar”, comentou. “Na primeira lista, o Rony não estava. Colocou depois”, concluiu.