Após entrar em campo ‘no susto’, goleiro Walter deixa futuro no Corinthians em aberto

  • Por Jovem Pan
  • 04/04/2019 16h45 - Atualizado em 04/04/2019 16h51
MARCO GALVãO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDOWalter entrou na partida entre Corinthians e Ceará aos 18 minutos da etapa final

Aos 18 minutos do segundo tempo do duelo entre Corinthians e Ceará, válido pela terceira fase da Copa do Brasil, Cássio colocou a mão na bola fora da área para consertar um recuo errado de Ralf e levou o cartão vermelho. No banco de reservas estava Walter, que substituiu Clayson e assumiu a meta alvinegra.

Apesar de não ter conseguido evitar o gol adversário, marcado em um cabeceio de Roger, o camisa 27 contribuiu diretamente para a classificação do time paulista na competição nacional de mata-mata ao fazer duas grandes defesas nos minutos finais do confronto.

“Estava comentando com os companheiros no vestiário: ‘estou com um calo dolorido no pé que me incomoda. Aqueci pouco, entrei no susto’. Mas mesmo tomando gol, tinha essa gordurinha para queimar e saímos classificados”, comentou Walter.

O goleiro reserva do Corinthians entrou em campo apenas pela segunda vez na temporada. E é justamente pela falta de oportunidades, que o jogador de 31 anos não deve seguir defendendo as cores alvinegras. Em janeiro, Walter acertou com a diretoria a não renovação do contrato com o clube.

Porém, a informação sobre a possível saída só veio à tona há duas semanas, quando seu empresário e os dirigentes do clube confirmaram a notícia. Apesar disso, o goleiro evitou falar sobre o futuro, já que não há propostas ainda.

“A seis meses do fim do contrato, posso assinar um pré-acordo sem multa. Se tiver alguma coisa boa para os dois é válido. Sempre dei minha vida aqui trabalhando, me dedicando. Mas por enquanto não tem nada”, comentou o jogador, que garantiu que a possível saída não mudará em nada a sua dedicação nos treinos e a relação com dirigentes e companheiros.

“A gente teve conversa em janeiro sobre a não renovação. Mas estou com minha cabeça aqui. Não teve proposta não teve nada, então a gente trabalha. Todo mundo me conhece aqui, estou há seis anos no clube, não preciso mais ficar provando nada no dia a dia. Estou para ajudar aqui”, justificou.

Walter chegou ao Corinthians em 2013. Nesse período disputou 74 partidas e sofreu 61 gols, sendo bicampeão brasileiro. Há dois anos, chegou a ser especulado no São Paulo, mas o negócio não foi adiante.

Com informações de Agência Estado