Corinthians anuncia participação na Florida Cup 2020; Palmeiras também estará

  • Por Jovem Pan
  • 06/08/2019 15h51 - Atualizado em 06/08/2019 17h07
RAÚL MARTÍNEZ/EFE

O Corinthians anunciou que irá participar da edição do próximo ano da Florida Cup. O Timão usou suas redes sociais para mandar o recado a seus torcedores.

Além do Corinthians, também já estão confirmados na Florida Cup de 2020 o Palmeiras e o Atlético Nacional, da Colômbia. O Timão volta ao torneio amistoso depois de ser ausência em 2019. A edição do próximo anos erá disputada entre os dias 13 a 20 de janeiro. Ainda falta o anúncio do quarto integrante e da tabela da partida.

O Corinthians esteve no torneio em 2015, 2016, 2017 e 2018. São três vitórias, dois empates e três derrotas na história da competição.

“Participar da Florida Cup é muito importante para a nossa pré-temporada. Teremos três semanas de preparação intensa, sendo que na segunda semana faremos os jogos da competição internacional com adversários competitivos. É um torneio muito bem organizado, com ótima estrutura, com participantes fortes em que focamos todas as nossas atenções para iniciar o ano. Foi uma experiência que agregou ao nosso trabalho nas outras temporadas e tem tudo para surtir o mesmo efeito para começar bem em 2020”, disse o técnico Fábio Carille.

No fim de 2017, após o título brasileiro, o técnico Fábio Carille elogiou a participação do clube na Florida Cup e apontou como um fator importante no decorrer do ano.

“Eu vejo de forma muito positiva a nossa participação na Florida Cup. Nesta temporada mesmo, os jogos no torneio nos serviram de base para a montagem do nosso esquema de jogo. A resposta da equipe, principalmente já na partida contra o Vasco, mesmo com a diferença no tempo de preparação, nos deu uma tranquilidade maior para seguirmos na nossa ideia de plano de jogo. Eu, inclusive, considero este jogo como um dos chaves na nossa temporada. Foi vital para a sequência e para as conquistas que alcançamos”, disse.

Já em 2018, Cássio fez ponderações sobre a participação do clube no torneio em solo americano.

“É um campeonato legal, não tenho o que falar, mas esse ano, seria melhor ter ficado aqui. Teríamos mais tempo para trabalhar. A gente foi lá, trabalhou, mas é pouco tempo. A gente preferia ter mais tempo para treinar. Às vezes, a gente quer fazer uma coisa e o corpo não obedece, mas é assim para todo mundo.”