Corinthians comemora tempo livre, mas tem cinco problemas para resolver

  • Por Jovem Pan
  • 02/04/2018 09h54 - Atualizado em 02/04/2018 09h58
Palmeiras/DivulgaçãoCorinthians precisa buscar vitória no Allianz Parque

Assim que acabou o clássico contra o Palmeiras, o técnico e os jogadores do Corinthians não partiram para lamentação. Eles preferiram comemorar porque finalmente o time terá uma semana livre para treinos, antes de enfrentar novamente o Palmeiras, no domingo (8), pela final do Campeonato Paulista. Isso não acontecia desde o final de janeiro e vai ser importante para um time que tem enfrentado decisões desgastantes e corrido atrás de placares de forma intensa. “A gente vai ter a semana toda livre. Isso pesou no final, tivemos um dia a menos novamente”, afirmou Cássio, lembrando que o Palmeiras descansou um dia a mais na semana passada.

Inicialmente o mais importante para o Corinthians vai ser a recuperação física. O time já teve folga neste domingo (1) e só voltará a treinar na terça (3). Isso será especialmente bom para jogadores que sofreram lesões ou grandes desgastes recentemente, como Jadson, Rodriguinho e Balbuena. O departamento médico tem o desafio de recuperá-los da melhor forma possível.

Quando voltar aos treinos, o Corinthians precisará fazer um ajuste tático: o técnico Fábio Carille já percebeu que não poderá usar o mesmo esquema e nem a mesma estratégia da primeira partida. “Vou precisar ser mais agressivo em cima do Palmeiras, ver quem vai ser esse cara lá dentro”, prometeu ele, confirmando que escalará um centroavante.

Além de mudar o esquema tático, Carille também fará mudanças na escalação, principalmente no setor ofensivo. Isso porque Clayson foi expulso e portanto está suspenso. Os jogadores com características mais parecidas, que podem substituí-lo, são Romero e Pedrinho. É provável que o técnico escolha o paraguaio para atuar pelo lado esquerdo do ataque.

Outra questão do ataque é a volta de Jadson, que estava lesionado, mas se recuperou. Quem jogou no lugar dele nas partidas mais recentes foi o jovem Matheus Vital. As boas atuações dele geraram um desconforto: Jadson deve voltar imediatamente na vaga dele? Se não fizer isso, Carille terá que escalar três meias que jogam muito centralizados: Jadson, Vital e Rodriguinho. Faltaria um atacante mais agudo pelas pontas do campo.

Outra dúvida no meio-campo é sobre os volantes: Gabriel e Maycon foram titulares durante todo o Campeonato Paulista. Mas Ralf fez bom jogo contra o São Paulo, está melhor fisicamente e pode roubar uma vaga no setor. Também existe até a possibilidade de Carille escalar apenas um jogador da posição e recuar Rodriguinho, afinal precisa pressionar o Palmeiras e ser mais ofensivo.

São cinco dúvidas e problemas, mas pelo menos dessa vez Carille terá cinco dias para treinar e buscar as melhores decisões.