Corinthians decepciona e é derrotado pela Chapecoense fora de casa na Copa do Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 17/04/2019 23h30
MATHEUS SEBENELLO/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDOAylon marca para a Chapecoense e comemora com seus companheiros na Arena Condá

Walter salvou o Corinthians do pior na noite desta quarta-feira (17). Jogando na Arena Condá, em Chapecó, Santa Catarina, o time comandado por Fábio Carille teve mais uma apresentação decepcionante e só não foi goleado pela Chapecoense por conta da boa atuação do goleiro. O único lance em que o camisa 27 não conseguiu parar o adversário foi no final do primeiro tempo, quando Aylon aproveitou o vacilo da defesa alvinegra para abrir o placar.

Com a derrota por 1 a 0, o Corinthians terá agora que vencer os catarinenses na próxima semana, em Itaquera, no confronto de volta da quarta fase da Copa do Brasil, por dois ou mais gols de diferença para seguir vivo – o time não marca a quatro jogos. Vitória alvinegra por um gol de diferença leva a disputa para os pênaltis, enquanto empate ou vitória da Chapecoense garantem o clube catarinense nas oitavas de final.

O jogo

De olho na final do Campeonato Paulista, Fábio Carille promoveu sete mudanças no time em relação ao empate sem gols com o São Paulo no Morumbi. Só seguiram entre os titulares Henrique, Carlos Augusto, Ramiro e Jadson. Mas os problemas enfrentados nos três jogos anteriores continuaram. O meio-campo não conseguia ficar com a bola. Vagner Love e Sornoza, que atuavam pelos lados, eram mais laterais do que atacantes.

O resultado disso foi que a Chapecoense tomou conta do primeiro tempo. Everaldo obrigou Walter a fazer duas boas defesas no início da partida. Na primeira, cabeceou e o goleiro corintiano pulou no canto direito. Na outra, mandou uma bomba da intermediária e o substituto de Cássio pegou no lado esquerdo.

O Corinthians continuava sem esboçar reação, recuado, preocupado em manter suas linhas defensivas. A Chapecoense aproveitou um cochilo da zaga adversária e abriu o placar. O volante Richard demorou para sair e fazer a linha de impedimento, Aylon se antecipou a Walter e, com a sola da chuteira, mandou para as redes.

Na etapa final, Campanharo quase ampliou para o time da casa ao acertar o travessão. O time de Fábio Carille só foi dar o primeiro chute a gol aos 11 minutos do segundo tempo e graças a uma saída errada do zagueiro Gum. Ele deu de presente para Sornoza, que bateu, a bola desviou no caminho, e exigiu boa defesa de Vagner. O goleiro da Chapecoense, inclusive, machucou o joelho e deu lugar a Thiepo, que não foi exigido e viu o time sair com a vitória.

Confira a narração do gol:

Com informações de Agência Estado