Corinthians desiste de contratar Zeca

  • Por Estadão Conteúdo
  • 16/03/2018 12h57
Santos/DivulgaçãoO lateral-esquerdo Zeca, do Santos, não vai mais reforçar o Corinthians

Após uma longa negociação, o Corinthians anunciou nesta sexta-feira que não tem mais interesse na contratação do lateral-esquerdo Zeca, do Santos. O clube divulgou uma nota oficial para assegurar que questões jurídicas fizeram a diretoria desistir do negócio.

“O Sport Club Corinthians Paulista encerra a negociação com o lateral Zeca. O Departamento Jurídico do clube, após analisar o caso, não teve garantias suficientes para a realização do contrato”, informa o comunicado divulgado pelo clube.

Zeca entrou na Justiça contra o Santos em 26 de outubro, pedindo uma liminar para rescindir o contrato alegando falta de pagamento Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de 2014 e 2015. No fim de 2017, ele conseguiu a liminar na Justiça e teve o vínculo rescindido.

Teoricamente, o lateral está apto para defender qualquer clube, assinando gratuitamente. Entretanto, o Santos pode reverter a decisão, e, caso volte a ser dono dos direitos econômicos do atleta, a multa por Zeca é de R$ 50 milhões.

A disputa jurídica entre Corinthians e Santos fez até com que os rivais trocassem farpas, ainda que em tom descontraído, pelo Twitter.

O jogador chegou a fazer exames médicos e conheceu o CT Joaquim Grava, local dos treinamentos do Corinthians. O clube tinha um acerto com os empresários do atleta, mas eles recuaram após verem que poderiam perder a disputa na Justiça.

Algo que fez os corintianos terem a certeza de que o melhor seria desistir do negócio foi o fato de o Fluminense ter recuperado os direitos econômicos de Gustavo Scarpa, que estava no Palmeiras, em uma situação parecida com a do lateral santista Curiosamente, ambos são agenciados pelo mesmo grupo de empresários, a OTB Sports.

Com a desistência por Zeca, o Corinthians deve continuar com Sidcley como titular na lateral esquerda. O clube ainda tem Juninho Capixaba e Maycon como opções para o setor.