Corinthians vence Grêmio e conquista título inédito na Supercopa Feminina

Timão é a primeira campeã do torneio, lançado neste ano pela CBF; time também conquistou a Libertadores, o Brasileirão e o Paulistão em 2021

  • Por Jovem Pan
  • 13/02/2022 14h15 - Atualizado em 13/02/2022 14h16
Reprodução/Twitter/@corinthians Jogadoras do Corinthians comemoram título inédito da Supercopa Brasil Gol da vitória foi marcado por Gabi Zanotti nos acréscimos

O Corinthians venceu o Grêmio por 1 a 0 neste domingo, 13, e conquistou o título da 1ª edição da Supercopa do Brasil feminina. O gol da vitória foi marcado por Gabi Zanotti nos acréscimos, diante de mais de 19 mil torcedores na Neo Química Arena, em São Paulo. A equipe alvinegra é a primeira campeã do torneio, lançado neste ano pela CBF. A disputa de tiro curto reuniria os oito melhores clubes das duas principais divisões do Brasileiro, com limite de um por Estado. No fim das contas, as vagas não foram preenchidas e as Federações melhores colocadas no ranking ganharam vagas duplas. A partir de agora, a competição faz parte do calendário oficial do futebol feminino brasileiro, atualmente dominado pelo Corinthians, vencedor da Libertadores, do Brasileirão e do Paulistão no ano passado. No total, as corintianas possuem três títulos de cada um desses campeonatos, além de uma Copa do Brasil.

O Corinthians teve uma baixa inesperada antes do jogo, pois a goleira Kemelli sentiu uma lesão durante o aquecimento e foi substituída por Paty, que não precisou trabalhar tanto. Isso porque o time paulista assumiu uma postura ofensiva durante boa parte do primeiro tempo e comandou as ações de ataque. As chances criadas foram muitas, mas nenhuma teve o desfecho esperado. Quando as corintianas não erravam a finalização ou eram interceptadas pela defesa gremista, a goleira Lorena aparecia para fazer boas defesas. Diante desse cenário, o Grêmio segurou a pressão, apesar de ter sofrido com uma quantidade considerável de finalizações das adversárias. Assim, apostou nos contra-ataques, porém sem aproveitar as poucas oportunidades que teve quando conseguiu fazer a ligação. No início do segundo tempo, a equipe tricolor mudou um pouco o cenário e conseguiu mais presença ofensiva. Aos poucos, o Corinthians começou a responder e deixou o jogo equilibrado, com investidas interessantes de ambos os lados. Na reta final, entretanto, as corintianas forçaram mais. O resultado foi um título conquistado aos 48 minutos, com um gol de cabeça de Gabi Zanotti, após cobrança de escanteio de Diany.

*Com informações do Estadão Conteúdo