Diretor do Corinthians se justifica após ‘brincadeira’ sobre o número 24: ‘Infeliz’

  • Por Jovem Pan
  • 10/01/2020 17h19 - Atualizado em 10/01/2020 17h20
Reprodução/Instagram Duílio Monteiro Alves é diretor de futebol do Corinthians

Duílio Monteiro Alves, diretor do Corinthians, causou polêmica nesta sexta-feira (10) durante a apresentação de Victor Cantillo, novo reforço do Alvinegro para a temporada de 2020. O cartola tentou fazer uma “brincadeira” sobre o antigo número do volante no Junior Barranquila, mas foi muito criticado.

Cantillo usava o número 24 no Junior Barranquila, seu antigo clube na Colômbia. Já no Corinthians, o volante vai usar a camisa 8. No momento da apresentação, câmeras flagraram Duílio Monteiro Alves dizendo que “24 aqui não”, em relação à referência homofóbica que existe com o número por conta do animal veado no jogo do bicho.

Horas depois, Diúlio foi as redes sociais para pedir desculpas sobre a frase infeliz.

“Boa tarde a todos. Em primeiro lugar, quero me desculpar pela brincadeira infeliz e informal que fiz antes da apresentação do atleta Victor Cantillo. O Corinthians é o time do povo, o time das minorias, é o time de todos. E sempre usa sua marca a favor de campanhas contra qualquer tipo de preconceito. Não temos nenhum tipo de problema com o número 24. Em 2012, quando também era o diretor de futebol, fomos campeões invictos da Libertadores e nosso goleiro Cássio, um dos maiores ídolos de toda nossa história, usou essa camisa. Cantillo usará a camisa 8 em homenagem a Freddy Rincón, meio-campista, também colombiano, campeão do Mundo em 2000 e grande ídolo da nossa torcida. Quero deixar claro que tenho total respeito a tudo e a todos. Um grande abraço’, afirmou Duílio.