Diretor do Guaraní-PAR fala sobre eliminação do Corinthians em 2015: ‘Todos se lembram’

  • Por Jovem Pan
  • 03/02/2020 10h02
Reprodução Cássio falhou na eliminação do Corinthians em 2015

Corinthians e Guaraní, do Paraguai, vão se reencontrar na próxima quarta-feira (5) no primeiro duelo válido pela 2ª fase da Libertadores da América. O confronto traz más lembranças para o Alvinegro, que foi eliminado pelo time paraguaio em 2015, na fase de oitavas de final do principal torneio do continente.

Na época, o Guaraní ganhou a ida por 2 a 0 e, na volta, em São Paulo, bateu os corintianos por 1 a 0, em plena Arena Itaquera. De acordo com Santiago Sosa, diretor da equipe aurinegra, a classificação contra os corintianos ficou marcada para a história.

“Sim, todos se lembram disso (da classificação sobre o Corinthians), foi uma Libertadores muito linda, lamentavelmente paramos na semifinal (para o River Plate), mas todos se lembram. O jogo com o Corinthians foi muito importante e muitos falam dessa rivalidade com o Corinthians”, disse Sosa, em entrevista ao Fox Sports.

Apesar de pregar respeito ao adversário paulista, Sosa também exaltou as qualidades do Guaraní e afirmou que a história poderá se repetir.

“Assim como o Corinthians, o Guaraní é um dos maiores clubes do seu país, é o terceiro clube em popularidade no Paraguai. É uma equipe pode ainda não ter conquistado nenhuma Libertadores, mas já disputou uma semifinal com o River Plate (2015). Será uma grande partida”, comentou.

“Sim (podemos fazer história). Estamos nos preparando, temos um plantel muito bom, um técnico muito bom, Gustavo Costas é um técnico muito conhecido. Será uma partida difícil pelo que implica o Corinthians, mas não é impossível”, completou.

Por fim, Sosa também citou alguns dos principais jogadores do Guaraní do elenco atual.

“É um plantel de muita qualidade, tem jogadores na seleção nacional, como Jorge Morel, volante, que não está jogando no momento, mas tem jogadores de qualidade como o caso de Édgar Benítez, Fernando Fernández, que é um atacante que está emprestado pelo Tigres-MEX, Raúl Bobadilla, que já foi do Borussia Mönchengladbach. O Guaraní tem um plantel de qualidade”, encerrou.