Em nota, Corinthians explica empréstimos bancários de R$ 70 milhões

  • Por Jovem Pan
  • 30/01/2020 15h25
Rodrigo Gazzanel/Ag. CorinthiansAndrés Sánchez é o presidente do Corinthians

O Corinthians emitiu uma nota na manhã desta quinta-feira (30) para explicar o motivo dos empréstimos bancários realizados. No total, eles somam R$ 70 milhões.

De acordo com a diretoria do Timão, apesar das operações não terem sido aprovadas Conselho de Orientação do clube (Cori), elas estão dentro do estatuto.

O Corinthians pegou dois empréstimos: um com o Banco BMG (R$ 25.406.667,09), com vencimento em março de 2020, e outro com o Banco Daycoval (R$ 44.697.099,35), tendo pagamentos trimestrais válidos a partir de janeiro de 2020.

Confira o comunicado: 

O Sport Club Corinthians Paulista informa que as operações bancárias com o Banco BMG (R$ 25.406.667,09) com vencimento para março de 2020 e Banco Daycoval (R$ 44.697.099,35) com pagamentos trimestrais a partir de janeiro de 2020 estão de acordo com seu estatuto, não havendo antecipações de receitas superiores a 30% da receita bruta da agremiação.

Importante destacar que os investimentos realizados em atletas somam R$ 107 milhões, que integram os ativos do clube e tais operações, todas contraídas junto à instituições financeiras, encontram-se nos balancetes disponibilizados mensalmente para análise do Conselho Fiscal e de seu Conselho de Orientação , assim como demonstrações financeiras anuais e orçamento estão disponíveis ao público em seu site.