Fim de uma tradição: Corinthians pode não jogar à noite e aos domingos

  • Por Jovem Pan
  • 11/05/2020 17h11 - Atualizado em 14/05/2020 15h52
Rodrigo Gazzanel/Estadão ConteúdoAndrés Sanchez, em comunicado: Corinthians se reserva ao direito de não participar de jogos nas datas referidas

Uma das maiores tradições do brasileiro, o futebol às quartas à noite e domingos, pode estar ameaçada. Após os processos relacionados a direitos trabalhistas movidos por jogadores contra clubes, o Corinthians indicou que não deverá mais jogar nas datas. A informação é do jornalista Jorge Nicola, do Yahoo.

Recentemente, o ex-zagueiro Paulo André acionou o clube na Justiça por adicionais de trabalho noturno e aos domingos, e ganhou a ação de R$ 1,2 milhão do alvinegro. As partes conseguiram entrar em um acordo, e o valor final ficou em R$ 750 mil, que também envolvia outras questões trabalhistas.

O São Paulo pode viver situação parecida, já que o lateral Maicon venceu em primeira instância um processo de R$ 700 mil contra o tricolor.

O clube enviou um documento à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e à Federação Paulista de Futebol (FPF) solicitando a atenção no reagendamento das partidas que foram suspensas em decorrência da pandemia do noco coronavírus.

“Requer-se que, a partir do retorno das competições que foram suspensas e daquelas que não foram iniciadas por conta da pandemia do Covid-19, não sejam mais marcados jogos do Sport Club Corinthians Paulista à noite ou aos domingos”, diz um trecho do texto.

“Na hipótese de serem agendadas partidas à noite ou aos domingos, o Sport Club Corinthians Paulista se reserva no direito de eventualmente não participar dos referidos jogos”, diz o texto assinado pelo presidente Andrés Sanchez.

Até o momento, as entidades não se pronunciaram sobre a solicitação.