Heróis em Itaquera, Rodriguinho e Cássio garantem Corinthians na final

  • Por Jovem Pan
  • 29/03/2018 00h25
ALE FRATA/ESTADÃO CONTEÚDORodriguinho salvou o Corinthians aos 47 do segundo tempo

Após perder por 1 a 0 na partida de ida, o Corinthians precisava reverter a desvantagem para avançar à final do Campeonato Paulista 2018. Jogando em Itaquera, a equipe de Carille encontrou muitas dificuldades para criar, mas aos 47 do segundo tempo, o pequeno Rodriguinho se tornou gigante e subiu no segundo andar para tirar o grito de gol e levar a partida para os pênaltis. A partir daí, brilhou a estrela de Cássio, que defendeu duas cobranças e garantiu o Timão vivo na busca pelo bicampeonato.

A partida começou quente. Pelos menos nos lances mais ríspidos. Já na bola, o que viu foi o retrato de domingo com as duas equipes muito fechadas e dando chutões. Precisando tirar a diferença de um gol, o Corinthians até tentou se impor em sua Arena, mas quem realmente assustou foi o São Paulo. Aos 6 minutos, Nenê cobrou escanteio fechado e exigiu boa intervenção de Cássio.

Os donos da casa responderam só aos 23 e também em uma cobrança de escanteio. Matheus Vital fez o levantamento, Pedro Henrique desviou e Sheik bateu com perigo. O primeiro tempo seguiu com a equipe de Carille com mais posse de bola e o São Paulo fechado para os contra-ataques. E foi justamente assim que saiu a primeira chance de real de gol. Aos 40, Tréllez arrancou cara a cara com Cássio e o goleiro salvou de carrinho. O Corinthians respondeu no minuto seguinte com Sheik, que novamente mandou por cima.

Antes do fim da primeira etapa, o São Paulo chegou novamente com perigo. Liziero cruzou para o meio da área e encontrou Reinaldo. O lateral chutou forte e Cássio fez outra grande defesa.

As duas equipes voltaram sem mudanças para o segundo tempo. E novamente o Tricolor deu o primeiro susto. Aos 5, Nenê arriscou de fora e tirou tinta da trave. O Corinthians encontrava dificuldades para furar o bloqueio defensivo do São Paulo e passou a apostar nos chutes de longe.

Os dois técnicos resolveram mexer e Carille sacou Gabriel para a entrada de Pedrinho. Logo em seu primeiro lance, o meia encontrou Matheus Vital, que cruzou para a área e Sheik chegou atrasado. No São Paulo, Aguirre trocou Nenê por Lucas Fernandes e Tréllez por Diego Souza. Aos 31, o jovem Manuan deu lugar a Fagner. Na base do desespero, Carille optou por Danilo na vaga de Sheik. A ideia de explorar as bolas aéreas não surtiu efeito, principalmente com Arboleda e Militão bem postados. Restou ao São Paulo segurar a pressão, mas aos 47 Rodriguinho subiu mais que a zaga e fez o gol que levou a decisão para os pênaltis.

Cássio se agiganta

Já nas penalidades, Cássio foi o grande destaque ao defender as cobranças de Diego Souza e Liziero. Enquanto, Matheus Vital, Clayson, Pedrinho, Maycon e Danilo fizeram para o Corinthians.

Confira o gol da partida na voz de José Manoel de Barros:

Confira a defesa de Cássio que garantiu o Corinthians na final: