Moradora de Peruíbe apontada como laranja em caso Vaidebet quer processar o Corinthians

Advogados falaram com a imprensa após Edna Oliveira dos Santos ser ouvida pela polícia; delegado diz que depoimento foi ‘esclarecedor’

  • Por Tamyres Sbrile
  • 11/06/2024 16h50
Jozzu/Agência Corinthians Augusto Melo com o boné da VaideBet Augusto Melo fala sobre quebra de contrato com a VaideBet

Edna Oliveira dos Santos pode processar o Corinthians por “danos morais”. Isso porque o time usou o nome dela como “laranja” em uma ação de repasse de dinheiro recebido pelo intermediário do contrato entre o VaideBet. Os advogados de Edna Santos responderam algumas perguntas na saída do 1º Departamento Policial de Peruíbe, nesta terça-feira (11), sendo Walkir Patucci Neto e William R. Marroco, ambos representantes do caso, falaram sobre interpelar o clube. “Agora é acreditar no trabalho da Polícia, pois o doutor Thiago está fazendo um trabalho incrível, com as ferramentas que lhe são disponibilizadas, e concomitantemente com a ação criminal, que será levada a efeito pelo Ministério Público, também haverá uma ação cível, não só em relação a intermediário, mas também em relação ao Corinthians” assegurou Walkir Patucci. “Eles têm a possibilidade de entrar em contato e a gente conversar, mas inicialmente, para partir, eventualmente, de um consenso, de um acordo, isso vai depender da dona Edna. A priori, é a ação civil” acrescentou Willian Marroco. A “laranja” foi a primeira testemunha ouvida do caso pelo delegado Tiago Correia, responsável em São Paulo pelo caso, que considerou a conversa “esclarecedora”. “Ela confirmou nossas suspeitas iniciais: negou de maneira incisiva qualquer relação tanto com a empresa Neoway como com a outra empresa que foi constituída em nome dela. Ela desconhece qualquer tipo de relacionamento ou ligação com essas pessoas citadas na investigação”, disse o delegado.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.