Na raça e com ‘toque de sorte’, Corinthians vira sobre o Avenida e avança na Copa do Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 20/02/2019 23h30 - Atualizado em 21/02/2019 00h00
LUIS MOURA/WPP/ESTADÃO CONTEÚDOJunior Urso vibra com o gol da virada do Corinthians sobre o Avenida, em Itaquera

A expectativa dos torcedores alvinegros era que o Corinthians passasse com tranquilidade pelo modesto Avenida, do Rio Grande do Sul, na segunda fase da Copa do Brasil. No entanto, o time comandado por Fábio Carille sofreu na noite desta quarta-feira (20), em Itaquera, para seguir vivo na competição nacional de mata-mata.

Os gaúchos surpreenderam os donos da casa e abriram dois gols de vantagem em menos de 10 minutos de bola rolando, com Flávio Torres e Tito. Mas, na base da pressão e com um toque de sorte, o Timão reagiu e alcançou a virada nos minutos finais do duelo – aos 42 e 46 do segundo tempo, através de Henrique, Danilo Avelar, Júnior Urso e Gustagol: 4 a 2.

O adversário do Corinthians na próxima fase da Copa do Brasil saíra do confronto entre Foz do Iguaçu e Ceará, marcado para acontecer no dia 27, no Paraná. O local da partida será definido em sorteio.

O jogo

Fábio Carille manteve a escalação que venceu o São Paulo, no último domingo (17), pelo Campeonato Paulista. Mas, isso não significou a repetição do padrão de jogo do clássico. Pelo contrário. Desatento na defesa e com muitas dificuldades para acompanhar o ritmo do adversário, o Corinthians levou dois gols em nove minutos.

O primeiro saiu aos três. Após cobrança de escanteio, Flávio Torres cabeceou e abriu o placar, em uma falha de marcação da defesa alvinegra, que está se tornando recorrente. Ainda atordoada, Manoel e Henrique voltaram a errar. O camisa 3 não dominou e a bola sobrou para Tito, que venceu o camisa 4 na velocidade para bater cruzado e marcar.

Jogadores do Avenida comemoram o gol marcado por Flávio Torres, logo aos três minutos de jogo

Os corintianos demoraram para assimilar os dois golpes. Nem a bola parada de Sornoza, principal arma dos últimos jogos, dava resultado. A melhor chance saiu com Clayson, que cruzou rasteiro e Gustavo tentou de letra para grande defesa de Fabiano.

Fábio Carille então decidiu mexer na equipe e trocou o volante Ralf pelo atacante Vagner Love, desfazendo o esquema inicial e deixando o time com dois jogadores de frente. A pressão tomou conta e no final do primeiro tempo, os donos da casa diminuíram. Pedrinho levantou na área e Henrique desviou: 2 a 1.

Henrique celebra o primeiro gol do Corinthians sobre o Avenida, em Itaquera

No início do segundo tempo, o desenho tático ficou claro: o Corinthians seguia pressionando no campo de ataque e o Avenida, retraído, exploraria os contra-ataques. E na primeira chance, o Avenida voltou a assustar. Tito chutou de longe, rasteiro, e acertou a trave de Cássio.

Com boa movimentação e presença na área, Vagner Love acabou se tornando o jogador mais atuante do Corinthians. Isso ficou claro em dois lances perigosos. Aos 17, ele tabelou com Fagner e chegou à área para finalizar. Dez minutos depois, acertou um chute na trave.

Aos 31, o Corinthians conseguiu o empate. Após cobrança de falta de Sornoza, Danilo Avelar desviou de cabeça. Pela primeira vez, a Arena Corinthians inflamou. E a alegria se completou aos 42 minutos. Gustavo, que não fez boa partida, saiu da área e deu ótimo passe para Junior Urso. O volante chutou fraco, mas contou com o desafio na zaga para definir a virada por 3 a 2.

Mesmo abatido, o Avenida tentou o empate, mas cedeu espaço. Mais tranquilo, o Corinthians conseguiu trocar passes e armou boa jogada, que contou com boa finalização de Gustavo. O atacante fez seu oitavo gol na temporada e completou a festa para uma partida que contrariou todas as expectativas e ganhou ares dramáticos.

Com informações de Agência Estado