Romero se defende de polêmica com Santos e faz desabafo contra críticos

  • Por Jovem Pan
  • 06/03/2018 17h29 - Atualizado em 06/03/2018 17h35
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians/DivulgaçãoRomero não concorda com o tratamento que jogadores estrangeiros recebem no Brasil

Dois dias após chamar o Santos de “time pequeno” no clássico alvinegro, o atacante Ángel Romero, do Corinthians, veio a público esclarecer e se defender da polêmica por meio de um pronunciamento realizado no CT Dr. Joaquim Grava. Demonstrando bastante irritação, o paraguaio aproveitou ainda para detonar seus críticos.

“Eu jamais disse que eles (Santos) não tem história, troféus, Pelé, Robinho e Neymar. Falei do que aconteceu após o jogo. Eu jamais comemoraria um empate”, disse o atacante, que durante o clássico contra o Peixe chegou a se envolver em confusão com os reservas rivais após dar um carrinho próximo ao banco de suplentes.

Na visão do paraguaio, a mídia exagerou na repercussão do que foi dito após o clássico. Romero ainda reclamou que jornalistas fazem críticas a ele devido a sua nacionalidade e não ao futebol apresentando dentro de campo. “Me criticar pelo meu desempenho em campo eu aceito, mas quando falam do meu país e de onde eu nasci, isso eu não vou permitir”, afirmou.

“Eu, supostamente, ofendi a um clube, que é o Santos. E vocês estão, na maioria, insultando um país, uma nação. É totalmente diferente. Faz quatro anos que estou aqui, e sinto que não só aqui no Corinthians se vê essa situação. Não só com Kazim, Balbuena e Romero. Mas com os estrangeiros que vêm jogar no Brasil. Tem de ter mais respeito com quem vem jogar aqui”, cobrou o atacante.