São Paulo vence Corinthians com gol de pênalti e iguala pontuação do rival

  • Por Jovem Pan
  • 13/10/2019 19h55
Maurício Rummens/Foto Arena/Estadão ConteúdoReinaldo foi o autor do gol da vitória do São Paulo sobre o Corinthians no Morumbi

O São Paulo de Fernando Diniz venceu o Corinthians de Fábio Carille neste domingo (13), no Morumbi. Com gol de Reinaldo, de pênalti, o time tricolor triunfou por 1 a 0 pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

O resultado fez o São Paulo colar no G-4. Agora, o time tricolor tem a mesma pontuação (43) do quarto colocado, justamente o rival Corinthians, e só não está no grupo das equipes que garantirão vaga direita na fase de grupos da Libertadores por causa do saldo de gols (11 contra 10). 

São Paulo e Corinthians voltam a campo na próxima quarta-feira (16). Às 21h (de Brasília), o time comandado por Fernando Diniz visita o Cruzeiro, no Mineirão. Já às 21h30, a equipe alvinegra desafia o Goiás, no Serra Dourada. 

São Paulo acerta bola na trave, e Corinthians só ataca com Clayson 

Os donos da casa foram superiores no primeiro tempo. Com mais posse de bola, o time comandado por Fernando Diniz tomou a iniciativa de propor o jogo e chegou a acertar uma bola na trave de Cássio após finalização de fora da área de Reinaldo. O Corinthians, por sua vez, fechou-se no campo de defesa e só ameaçou o gol de Tiago Volpi em raras escapadas de Clayson. 

Gol de pênalti define o Majestoso 

O São Paulo seguiu em cima do Corinthians no segundo tempo. Atacando pelos lados, assustou em cabeçada de Pato logo no início e chegou ao gol aos 20min. Após carga de Manoel nas costas de Vitor Bueno, a arbitragem marcou pênalti, que Reinaldo bateu com força, no canto direito, sem chances para Cássio. O Corinthians ensaiou uma pressão na metade final da etapa complementar, mas não teve forças para buscar o empate. Nos últimos minutos, Alexandre Pato ainda perdeu uma chance cara a cara com o arqueiro alvinegro: 1 a 0 e fim de papo. 

Amigos de infância, Fábio Carille e Fernando Diniz se abraçaram antes do clássico Majestoso