TJD-SP deve se posicionar na segunda sobre confusões no dérbi

  • Por Jovem Pan
  • 01/04/2018 14h26 - Atualizado em 01/04/2018 14h29
Alê Frata/Estadão ConteúdoUma confusão generalizada marcou o jogo entre Corinthians e Palmeiras, pela ida da final do Campeonato Paulista

O Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP) deve se posicionar na próxima segunda-feira a respeito das confusões que marcaram o jogo de ida da final do Campeonato Paulista. Essa, ao menos, é a previsão do presidente do órgão, Delegado Olim.

O foco deve recair sobre Felipe Melo e Clayson, que foram expulsos após briga generalizada no fim do primeiro tempo.

Na súmula, o árbitro Leandro Bizzio Marinho relatou que o palmeirense apenas revidou às agressões do corintiano. Após o jogo, Clayson desabafou e disse que o juiz estava mal intencionado.

Bizzio Marinho também informou na súmula que um copo foi atirado em campo enquanto Felipe Melo descia para o vestiário e que os jogadores do Palmeiras foram alvos de cusparadas e pipocas arremessadas no gramado na saída para o intervalo e fim da partida.

Julgamento de Jailson será na terça

O goleiro Jailson, que foi suspenso por três jogos pela expulsão e declarações dadas após o dérbi da primeira fase do Estadual, será alvo de novo julgamento na terça-feira. Ele já cumpriu duas partidas e conseguiu efeito suspensivo para atuar contra o Santos, nas duas semifinais, e diante do Corinthians, no jogo de ida da decisão. O novo julgamento ocorrerá no Pleno. Se a pena for mantida, a tendência é de que o arqueiro não possa entrar em campo no segundo jogo da final, no próximo domingo, às 16h (de Brasília), no Allianz Parque.