Volante está na mira do Corinthians e faz Carille lembrar de Paulinho; veja números

  • Por Jovem Pan
  • 05/04/2019 13h30
Jefferson Vieira/Oeste FCMatheus Jesus se destacou com gols no Oeste

Técnico do Corinthians, Fábio Carille admitiu que está de olho no volante Matheus Jesus, do Oeste. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (5), o treinador chegou a dizer que o jogador faz ele lembrar do volante Paulinho, que se destacou no interior paulista, pelo Bragantino, e depois virou ídolo no Timão.

Carille fez essa comparação por causa da quantidade de gols marcados por Matheus: “me lembra um pouquinho o que aconteceu com o Paulinho em 2010. Ele fez 6 ou 7 gols no Bragantino. Agora o Matheus tem 6 ou 7 pelo Oeste. Um volante fazer tantos gols é para chamar atenção de várias equipes. É monitorado pela gente há muito tempo”. Na verdade o jogador fez 5 na 1ª fase do Campeonato Paulista e ficou com 6 após marcar outro no Troféu do Interior.

O técnico lembrou do passado de Matheus Jesus, que teve rápida passagem pelo Santos, e disse que o Corinthians já enfrenta concorrência para contratá-lo: “é um jogador que está no nosso radar desde a Ponte, Santos, Estoril… e agora chama a atenção não só nossa, mas do Grêmio e de outras equipes”.

Depois de passar pelas categorias de base do Flamengo, Matheus foi revelado pela Ponte Preta e chegou ao Santos em 2017. Saiu rapidamente, após 14 jogos, porque aceitou uma proposta do Gamba Osaka-JAP. Depois passou pelo futebol português e agora voltou ao Brasil.

No Oeste Matheus Jesus se destacou pelo número de gols marcados, mas não tem outras estatísticas que justifiquem muito destaque. Veja números da Footstats:

5 gols
7 finalizações certas
Nenhuma assistência para gol
11 passes para finalização (45º melhor desempenho nesse fundamento)
329 passes certos (52º melhor desempenho nesse fundamento)
26 desarmes certos (10º melhor desempenho nesse fundamento)
6 interceptações certas (100% de aproveitamento)

Apesar de ter admitido que está de olho em Matheus Jesus, Carille adotou um tom cauteloso: “vamos esperar terminar nossa participação no Paulista para depois sentar e esboçar alguma coisa”.