Coritiba freia Cruzeiro, vence por 1 a 0 e respira na luta contra o rebaixamento

  • Por Estadão Conteúdo
  • 18/10/2017 22h00 - Atualizado em 18/10/2017 22h24
JOKA MADRUGA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOCléber Reis comemora o gol da vitória do Coritiba sobre o Cruzeiro

O Coritiba encerrou um longo jejum e respirou na luta contra o rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira (18), o time paranaense acabou com uma série de nove jogos sem vitória ao derrotar o Cruzeiro por 1 a 0, no estádio Couto Pereira, em Curitiba, na abertura da 29ª rodada.

O resultado, no entanto, não foi suficiente para tirar o Coritiba da zona de rebaixamento. A equipe subiu para os 31 pontos, mas segue na degola. O Cruzeiro, que vinha de oito jogos sem derrota no Brasileirão, segue com 47 pontos e mantém o quinto lugar.

O jogo começou animado com trocas de finalizações entre as equipes, mas nenhuma clara. O tempo, porém, foi passando e o duelo ficando equilibrado e brigado no meio de campo. O Coritiba bem que tentou usar a velocidade pelos lados para tentar levar algum perigo contra o adversário, mas a defesa cruzeirense acabou levando a melhor na maioria dos lances.

Apesar das dificuldades, o time da casa foi quem abriu o placar, contando com o fogo “amigo” do Cruzeiro. Aos 33 minutos, depois de cobrança de escanteio, Diogo Barbosa tentou fazer o corte após desvio de Cléber Reis e colocou no contrapé do goleiro Fábio, marcando contra. O lateral-esquerdo defendeu o Coritiba na última temporada. Dura coincidência.

De volta ao banco de reservas do Cruzeiro após dois jogos de fora para realizar um tratamento de pele, o técnico Mano Menezes voltou para o segundo tempo com o uruguaio Arrascaeta entre os titulares para tentar dar mais ofensividade ao time celeste. A mudança não surtiu efeito e o duelo ficou morno, com briga pela posse de bola e praticamente nenhuma finalização.

Em meio ao marasmo do duelo, a curiosidade foi a estreia do meia Baumjohann, contratado junto ao Hertha Berlim em julho. De dentro do gramado, o alemão viu o Cruzeiro chegar com perigo aos 33 minutos. Rafinha ficou com a segunda bola depois de cobrança de escanteio e finalizou forte, mas errou o alvo. O Coritiba teve espaço para tentar resolver em contra-ataques, mas o placar persistiu.

Pela 30ª rodada, o Coritiba volta a campo contra o Vasco, neste sábado, às 17 horas, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. No domingo, no mesmo horário, o Cruzeiro faz o clássico mineiro contra o Atlético, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte.