Cruzeiro paga dívidas e é liberado pela Fifa para contratar jogadores

Esse era um dos compromissos da diretoria cruzeirense com Luiz Felipe Scolari, o novo treinador da Raposa

  • Por Jovem Pan
  • 27/10/2020 15h27
ReproduçãoFelipão durante treinamento no Cruzeiro

O Cruzeiro anunciou, nesta terça-feira, 27, que está livre da punição imposta pela Fifa e poderá voltar a registrar novos jogadores. A sanção era resultado da ação imposta pelo Zorya, da Ucrânia, referente à aquisição do atacante Willian, atualmente no Palmeiras, em 2014. “A sanção de transfer ban, aplicada pela Fifa, está cancelada! Desta forma, o Cruzeiro pode voltar a registrar atletas em todas as suas categorias”, escreveu o clube mineiro, em suas redes sociais.

O Cruzeiro recebeu a punição da Fifa em 2 de setembro e na época, em comunicado oficial, contestou a sanção aplicada, alegando que havia pago a dívida no valor de 1,1 milhão de euros (cerca de R$ 7,3 milhões, na cotação atual) pela contratação do jogador. Mas a quitação do débito foi anunciada pelo presidente Sérgio Santos Rodrigues um dia após a contratação do técnico Luiz Felipe Scolari, há duas semanas. Esse era um dos compromissos da diretoria com o novo treinador. O clube também anunciou há dez dias o pagamento de dívidas em torno de R$ 10 milhões relativas à aquisição do atacante Ramón Ábila e com a comissão técnica do ex-treinador Paulo Bento. Desta forma, o clube vai poder contratar jogadores para reforçar a equipe, 18ª colocada na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro.

*Com informações do Estadão Conteúdo