Cruzeiro anuncia rescisão dos contratos de Robinho e Edílson devido à crise financeira

  • Por Jovem Pan
  • 05/06/2020 11h20 - Atualizado em 05/06/2020 11h25
Vinnicius Silva/CruzeiroEdílson não veste mais a camisa do Cruzeiro

Robinho e Edílson não vestem mais a camisa do Cruzeiro. Nesta sexta-feira (5), a Raposa informou que o meio-campista e o lateral foram avisados sobre a rescisão contratual. De acordo com o clube, o processo de desligamento será “amigável” e tem relação com o caos financeiro vivido desde o ano passado.

“Diante da situação pela qual o Clube atravessa, que é pública e notória, a decisão de se abrir mão dos serviços dos atletas se dá exclusivamente por aspectos financeiros, e precisou ser tomada, após diversas análises internas, diante do compromisso da nova gestão com o futuro da instituição”, explicou o Cruzeiro.

Eleito recentemente, o presidente Sérgio Santos Rodrigues agradeceu os serviços prestados dos atletas no comunicado oficial. “Robinho e Edílson são atletas vitoriosos, que contribuíram para o time com grandes conquistas, e nós os agradecemos muito. Mas a realidade e necessidade de austeridade do Cruzeiro daqui pra frente nos impõe essa mudança”, destacou.

“Um dos principais compromissos da nossa gestão é preservar a saúde financeira do Clube, e foi isso o que pesou na decisão. Continuamos, porém, atentos ao mercado para reforçar o elenco dentro da nossa realidade e contamos com a compreensão dos nossos torcedores para o nosso momento”, completou.

Robinho durante confronto contra o Fluminense

Robinho está no Cruzeiro desde 2016, quando chegou por empréstimo junto ao Palmeiras. No time mineiro, ele participou das conquistas da Copa do Brasil (2017 e 2018) e do Mineiro (2018 e 2019). Seu vínculo com a Raposa iria até 2021.

Já Edílson estava na sua segunda passagem pelo Cruzeiro. Ele voltou a Minas Gerais em 2018 e ganhou uma Copa do Brasil e dois Campeonatos Mineiro pela equipe celeste.

A dupla, no entanto, acabou participando da queda do Cruzeiro para a Série B do Campeonato Brasileiro, no ano passado.