Daniel Alves relembra polêmica em falta e se defende: “não sou babá de Neymar ou Cavani”

  • Por Jovem Pan
  • 23/10/2017 12h22 - Atualizado em 23/10/2017 12h25
Reprodução / TwitterNa partida contra o Lyon, Cavani e Neymar discutiram para decidir quem bateria uma falta pelo PSG

Daniel Alves voltou a comentar a polêmica a respeito da discussão entre Neymar e Cavani sobre quem deveria ser o batedor de falta no PSG. Em entrevista à emissora francesa Canal +, o lateral brasileiro afirmou que “não é babá” de Neymar ou Cavani e garantiu que também pretendia cobrar a falta na fatídica partida contra o Lyon, há pouco mais de um mês, pelo Campeonato Francês.

“Eu não fui dar a bola para ele (Neymar). Se você observar a imagem, eu peguei a bola primeiro para chutar. Eu que ia chutar. Só que nesse momento, veio o Cavani para tentar me tomar. E, no momento que eu estava escondendo a bola, o Neymar veio por trás e me roubou”, afirmou Daniel Alves.

Analisando o lance um mês depois, o lateral comparou o momento com uma briga entre crianças em um recreio: “parecia que a gente estava no pátio de uma escola, brigando para ver quem era o dono da bola. Eu não sou babá do Ney nem sou babá do Edi (Edinson Cavani). Eu peguei porque achei que poderia chutar e brigo com qualquer um que tiver que brigar para ganhar”.

Ainda ao Canal +, Daniel Alves ainda fez uma promessa aos torcedores caso o time do Paris Saint-Germain chegue ao título da Liga dos Campeões: “eu vou fazer uma promessa aqui: se a gente ganhar a Champions, eu vou fazer uma tatuagem do PSG”, declarou o lateral.

No último domingo (22), o PSG ficou apenas com o empate no clássico contra o Olympique de Marseille. Neymar levou o seu primeiro cartão vermelho pela equipe parisiense e Cavani, de falta, marcou o gol que impediu a derrota.