Depois de dois jogos sem gols, Cruzeiro é eliminado pelo River Plate nos pênaltis

  • Por Jovem Pan
  • 30/07/2019 21h21
Bruno Haddad/Cruzeiro

Cruzeiro x River Plate empataram novamente por 0 a 0, nesta terça-feira (30), no Mineirão, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores. Com a repetição do placar, a disputa da vaga nas quartas foi para os pênaltis. Os argentinos levaram a melhor e eliminaram a Raposa.

O jogo começou bem disputado no Mineirão. Mesmo jogando como visitante, o River Plate iniciou a partida tomando mais atitude em busca do primeiro gol. O Cruzeiro, como de costume, se fechava e tentava sair nos contra-ataques. Depois de 15 minutos de domínio argentino, a Raposa começou a sair mais para o jogo, apostando na troca rápida de passes do seu ataque.

No melhor lance dos mineiros, Armani fez uma defesaça no susto quase já dentro do gol, após finalização de Pedro Rocha. A bola ainda bateu na trave na sequência. O lado de Egídio era o preferido do River para atacar, assim como aconteceu na Argentina.

O segundo tempo começou com o Cruzeiro errando muito na transIção para o ataque. A quantidade de passes errados irritou a torcida da Raposa no Mineirão. Aos 15 minutos do segundo tempo, Mano decidiu expor um pouco mais a equipe e colocou Robinho no lugar de Ariel Cabral, quebrando a linha de três volantes no meio campo.

Egídio melhorou na marcação e não dava mais tanto espaço para o ataque rival. Dedé continuava o dono da defesa mineira. O zagueiro salvou a Raposa em dois ataques seguidos, travando os atacantes na hora H.

Pênaltis

Cruzeiro: Henrique (X) Fred (O) David (X) Robinho (O) 2

River Plate: De La Cruz (O) Montiel (O) Lucas Martínez (O)Borré (O) 4

Ficha técnica Cruzeiro x River Plate

Cruzeiro

Fábio; Orejuela, Dedé, Léo e Egídio; Ariel Cabral (Robinho); Henrique, Lucas Romero, Thiago Neves e Marquinhos Gabriel (David); Pedro Rocha (Fred)

Técnico: Mano Menezes

Cartões Amarelos: Lucas Romero

River Plate

Armani; Montiel, Rojas, Lucas Martínez e Casco; Ponzio (Palacios); Enzo Pérez, Carrascal e Ignácio Fernández (De La Cruz); Lucas Pratto (Matías Suárez) e Borré

Técnico: Marcelo Galhardo

Cartões Amarelos: Enzo Pérez e Carrascal