Desencantou! Com Cebolinha inspirado, Brasil atropela Peru e avança em 1º

  • Por Jovem Pan
  • 22/06/2019 17h54 - Atualizado em 22/06/2019 20h06
Alex Silva/Estadão Conteúdo

Enfim, uma atuação convincente! Depois de vencer a Bolívia de maneira burocrática e não conseguir sair do zero com a frágil Venezuela, a Seleção Brasileira desencantou e, com boa atuação do titular Everton Cebolinha, atropelou o Peru neste sábado, em Itaquera. A vitória por 5 a 0 garantiu a classificação da equipe verde-amarela às quartas de final da Copa América na primeira colocação do Grupo A.

Agora, o adversário no mata-mata será um dos terceiros colocados dos Grupos B e C. Paraguai, Catar, Argentina, Uruguai e Japão são os possíveis rivais. Até o momento, a única certeza que se tem é a de que o jogo será realizado na próxima quinta-feira, às 21h30 (de Brasília), na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

O Peru, por sua vez, terminou a fase de grupos na terceira posição e aguarda a definição das outras chaves para saber se avançará ou não às quartas de final – a segunda colocada do grupo do Brasil, que também garantiu vaga direta no mata-mata, foi a Venezuela.

Quem fez os gols?

Apesar de ter enfrentado dificuldade nos 10min iniciais, o Brasil contou com gols rápidos para construir a vitória deste sábado. Casemiro, de cabeça, após bate-rebate em cobrança de escanteio, e Roberto Firmino, depois de uma incrível trapalhada do goleiro Gallese, fizeram 2 a 0 ainda antes dos 20min. Everton Cebolinha, em paulada de fora da área, marcou o terceiro aos 31min. Na segunda etapa, Daniel Alves, após linda tabela com Firmino, e Willian, num chute espetacular no ângulo, completaram o placar. Quando o jogo já estava 5 a 0, Gabriel Jesus perdeu um pênalti.

Tite mexeu… e deu certo!

Cobrado por não mudar o time nesta Copa América, Tite fez alterações neste sábado. Reservas nas duas primeiras rodadas, Gabriel Jesus e Everton Cebolinha foram titulares do ataque canarinho ao lado de Roberto Firmino. Richarlison e David Neres, por sua vez, perderam as vagas e começaram no banco. A vida brasileira foi facilitada pelos gols no início, é verdade, mas as modificações deram certo e deixaram a Seleção mais agressiva no setor ofensivo.

Jogando aberto pelo lado esquerdo, Cebolinha foi muito bem e fez um belo gol. Melhor em campo, infernizou a vida peruana com dribles, arrancadas e finalizações. Já Gabriel Jesus teve atuação mais tímida, é verdade, mas compôs bem pelo lado direito e deu mais sustentação a um setor que também conta com um ofensivo Daniel Alves – autor de um dos gols.

Resultado: o Brasil jogou de maneira mais fluída do meio para frente e envolveu o Peru durante quase toda a partida. Ponto para Tite!

Casa cheia!

Esqueça os espaços vazios que se tornaram a marca dessa Copa América. Brasil e Peru jogaram para um excelente público em São Paulo. No total, 45.067 torcedores compareceram à Arena Corinthians para assistir à partida. A renda? Foi de “simplesmente” R$ 10.009.095,00. Nada mal, né?

Mais uma quarta de final. Mais uma vez sem Casemiro…

Desfalque no traumático jogo contra a Bélgica, nas quartas de final da Copa do Mundo da Rússia, Casemiro também será ausência nas quartas da Copa América. O volante estava pendurado, levou um cartão amarelo logo 10min do primeiro tempo e não poderá disputar o próximo jogo da Seleção. Fernandinho, se tiver condições, é o favorito a substituí-lo. O problema é que o volante do Manchester City sentiu dores no joelho após a partida contra a Venezuela e sequer teve condições de entrar em campo contra o Peru. Vem Allan? Paquetá? Ninguém sabe. A única certeza que se tem é de que, sem Casemiro, a Seleção Brasileira de Tite costuma sofrer…