Dirigente do Cruzeiro revela proposta a Rodriguinho: ‘Aceita ou segue outro caminho’

  • Por Jovem Pan
  • 14/01/2020 17h21
Divulgação/CruzeiroRodriguinho

O Cruzeiro segue sua tentativa de ajustar o elenco atual a sua nova situação financeira para a disputa da Série B. Rodriguinho, que ganha cerca de R$ 800 mil por mês, já recebeu a contraproposta do clube para reduzir seu salário, caso queira permanecer na Raposa em 2020.

Ocimar Bolicenho, diretor-executivo de futebol do clube, conversou com a ESPN e afirmou que espera até amanhã uma resposta do jogador.

“Rodriguinho a gente já fez a proposta e o representante ficou de nos responder até amanhã se vai aceitar ou vai utilizar outro caminho”, afirmou Bolicenho.

O cartola também nega que o teto salarial do Cruzeiro na temporada seja R$ 150 mil. Segundo Bolicenho, a ideia é que a folha salarial seja de R$ 4 milhões.

“A história do teto de R$ 150 mil por jogador foi a declaração de um dirigente. O que vamos fazer é trabalhar com uma folha salarial dois terços menor que 2019, ou seja, uns 4 milhões por mês”, explicou.

“O desafio não existe teto estabelecido, mas o teto de folha salarial. Cada situação tem sido resolvida de forma individual e temos que enquadrar. Já temos muito bem definidos os nomes que pretendemos que fiquem para a Série B conosco”, finalizou.