Dorival Junior é o técnico preferido da diretoria do São Paulo

  • Por Estadão Conteúdo
  • 03/07/2017 17h25 - Atualizado em 03/07/2017 17h30
Dorival Júnior está sem clube desde quando deixou o Santos, há um mês

Dorival Junior é o técnico preferido da diretoria do São Paulo para substituir Rogério Ceni, demitido na tarde desta segunda-feira (3). Dorival está sem clube depois de ter sido despedido do Santos no mês passado. Os contatos entre a diretoria e o treinador ainda não foram iniciados.

O presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, admira o trabalho de Dorival e esteve perto de contratá-lo em 2010, quando era vice-presidente de futebol do São Paulo. O presidente Juvenal Juvêncio, falecido em 2015, preferiu apostar em Sergio Baresi, treinador da base.

Em 2015, Dorival Junior assumiu o Santos em situação praticamente idêntica à que o São Paulo vive hoje. O Santos estava na 17ª posição, a mesma que o São Paulo ocupa hoje no Campeonato Brasileiro. Além de conseguir salvar a equipe, Dorival levou o Santos à final da Copa do Brasil.

Outro nome citado pela diretoria é o de Marcelo Oliveira, bicampeão brasileiro com o Cruzeiro em 2013 e 2014 e da Copa do Brasil de 2015 com o Palmeiras. Oliveira está sem clube desde que foi demitido pelo Atlético-MG, no fim de 2016. O nome não é consenso entre os aliados de Leco.

Sem o auxiliar Michael Beale, que pediu demissão na sexta-feira, o auxiliar Pintado, que possui cargo fixo, independentemente da comissão técnica, deve assumir como interino. O próximo jogo é contra o Santos, domingo, na Vila Belmiro.