Espanhol desbravador: Pablo Marí surgiu como incógnita e conquista a América

  • Por João Vitor Rocha
  • 23/11/2019 06h00 - Atualizado em 23/11/2019 20h22
Alexandre Vidal, Marcelo Cortes & Paula Reis / FlamengoPablo Marí

O Flamengo anunciou a contratação do zagueiro Pablo Marí no dia 11 de julho. Antes dessa data, é provável que se contasse nos dedos os brasileiros que já tinham ouvido falar do espanhol. Neste sábado (23), o defensor de 1,93 e 26 anos pode entrar para a história do Flamengo e do futebol mundial.

Pablo Marí se tornou o 3º jogador europeu a conquistar o título da Libertadores. O espanhol se igualou ao italiano Dante Mircole, que venceu pelo Independiente (ARG), e ao tcheco Christian Rudzky, que conquistou o título pelo Estudiantes (ARG). O zagueiro se tornou o primeiro europeu a levantar o principal título intercontinental das Américas por um clube brasileiro.

Antes de chegar ao Flamengo, alguns meses atrás, Pablo Marí vinha de três empréstimos seguidos. Comprado pelo Manchester City em 2016, o espanhol não conseguiu disputar nenhum jogo oficial com a camisa do clube inglês. O zagueiro foi emprestado na sequência para Girona (Girona), NAC Branda (Holanda) e Deportivo La Coruña (Espanha).

Pablo Marí construiu sua carreira principalmente em ligas de acesso. O zagueiro começou atuando no time B do Mallorca. Posteriormente, foi alçado para o time principal, onde só disputou duas partidas. No ano de 2013, foi transferido para o Gimnástic, da terceira divisão do Campeonato Espanhol. Três anos depois, em 2016, foi comprado pelo Manchester City.

Chegada ao Flamengo

Pablo Marí já vinha sendo analisado pelo Flamengo há alguns anos. Depois de ter sido adquirido pelo Manchester City e emprestado seguidas vezes, o Centro de Inteligência em Mercado do Flamengo passou a acompanhar o jogador.

Jorge Jesus foi contratado e pediu especificamente um zagueiro canhoto. Nesse momento, o nome do espanhol foi lembrado e apresentado a JJ. Da negociação em diante, o resto é história.