Ex-técnico é condenado a 31 anos de prisão por abuso sexual de menores na Inglaterra

  • Por EFE
  • 19/02/2018 15h00 - Atualizado em 19/02/2018 15h15
Reprodução TwitterBarry Bennell cometeu 50 crimes de abuso sexual contra menores de idade entre 1979 e 1991

O ex-técnico de futebol inglês, Barry Bennell, foi sentenciado pelo Tribunal de Liverpool nesta segunda-feira (19) a 31 anos de prisão, depois de ter sido condenado em 50 crimes de abuso sexual, cometido contra menores de idade entre 1979 e 1991.

O réu, de 64 anos, trabalhou no Crewe Alexandra, que disputa atualmente a quarta divisão do futebol da Inglaterra, e foi colaborador de Manchester City, Stoke City e outros clubes do noroeste do país. Na última terça, foi condenado por 43 crimes e a outros sete na quinta.

Bennell foi senteciado por abusar de 12 menores, com idades entre 8 e 15 anos, entre 1979 e 1991. O juiz do caso, Clement Goldstone, ao ler a pena, não deixou de proferir palavras duras contra o réu. “Para estes meninos, vocês era como um deus, quando, na verdade é o diabo encarnado. Roubou a infância e a inocência deles, para satisfazer suas perversões”, afirmou o magistrado.

Bennell, que esteve presente na audiência, ficou frente a frente com muitos dos jovens que violentou pela primeira vez, já que, ao longo do processo o acusado só falou via videoconferência. As vítimas tiveram espaço ao longo do julgamento, de prestar depoimento.

O acusado, que, recentemente, tem utilizado o nome de Richard Jones, acompanhou os relatos, em que muitos explicavam sofrer de depressão, ataques de pânico. Muitos, além disso, foram diagnosticados com estresse pós-traumático.

Bennell já havia sido condeado em outros três julgamentos, no Reino Unido e Estados Unidos. Há 20 anos, ele chegou a admitir 23 crimes sexuais, contra crianças de nove a 15 anos, tendo sido condenado a nove anos de prisão.

Em 2015, o ex-técnico recebeu pena de dois anos de detenção, por violentar um menino de 12 anos, durante um acampamento de futebol, realizado na cidade de Macclesfield, no noroeste da Inglaterra.