Federação adia rodada de quartas de final do Catarinense por Covid-19

Ao todo, 22 pessoas foram diagnosticadas com o vírus nos clubes que disputariam as partidas

  • Por Jovem Pan
  • 11/07/2020 20h27
Divulgação/AvaíEstádio da Ressacada, onde o Avaí receberia a Chapecoense, foi higienizado na última semana

Horas depois de suspender a partida entre Avaí e Chapecoense, pelas quartas de final do estadual, a Federação Catarinense de Futebol (FCF) anunciou que toda a rodada está adiada por conta dos 14 casos de covid-19 detectados no elenco e comissão técnica da Chapecoense.

Em nota, a entidade afirmou que “remarcará, oportunamente, as datas dos jogos de volta das quartas de final, da segunda fase, bem como da terceira fase (semifinais) e da quarta fase (finais) da competição”.

O Campeonato Catarinense voltou a ser disputado na última quarta-feira após cerca de quatro meses de paralisação por conta da covid-19, novamente, a doença força uma interrupção.

Inicialmente, a FCF alegou que todos os jogos deveriam acontecer ao mesmo tempo. Como Avaí e Chapecoense não poderão se enfrentar, as outras partidas, entre Marcílio Dias x Criciúma, Figueirense x Juventus e Brusque x Joinville, também não vão acontecer.

Além dos 14 infectados na Chape, Moisés Efert, técnico do Marcílio Dias; Patrick, volante do Figueirense; dois atletas do Criciúma; dois jogadores e dois integrantes do departamento médico do Joinville também foram diagnosticados.

O único duelo mantido é o que vale a fuga do rebaixamento. Na terça-feira, às 15h, o Tubarão recebe o Concórdia, no estádio Domingos Silveira Gonzales, na cidade de Tubarão.

* Com Estadão Conteúdo