Fluminense desmente Crivella sobre ter aprovado retorno do Campeonato Carioca

  • Por Jovem Pan
  • 25/05/2020 13h12 - Atualizado em 25/05/2020 13h18
LUCAS MERÇON/ FLUMINENSE F.C.O Fluminense é contra o retorno do futebol

Marcelo Crivella, prefeito do Rio de Janeiro, concedeu entrevista coletiva nesta segunda-feira (25) e afirmou que todos os clubes do Estado aceitaram o retorno dos treinamentos e do Campeonato Carioca em junho, incluindo Botafogo e Fluminense, que teria aprovado os termos via telefone.

“Não vamos relaxar as medidas de afastamento social. Aquela reunião que tivemos no sábado com o Conselho Científico foi quase consenso. É que nos devemos esperar mais um período para o retorno das atividades. O futebol esperava voltar hoje (segunda) os treinos, rachão. Pedimos para junho e foi aceito. Pedimos também que o jogos voltassem em julho, sem torcida. Eles pediram para verificar a curva de junho, meados de junho”, disse Crivella, no Rio Centro.

“Está havendo muitas lesões, muitos jogadores estão apresentando lesões, é o caso da Alemanha. Estamos precisando ganhar prazo, ganhar tempo, as coisas estão baixando, conseguimos ver no horizonte nosso retorno, mas que não é agora. Gostaria de agradecer a todos que aceitaram, Botafogo, Flamengo, Vasco, Fluminense. Vasco e Flamengo presentes, Botafogo e Fluminense por contatos telefônicos, de que nós estão deixamos treinamentos de fora de rachão e coletivo para o mês de junho”, completou o prefeito.

Marcelo Crivella é o atual prefeito do Rio de Janeiro

O Fluminense, entretanto, emitiu uma nota oficial e negou qualquer contato com a Prefeitura. “O Fluminense vem a público esclarecer que não fez nenhum contato telefônico com a prefeitura e tampouco com o prefeito, seja para tratar da reunião em que se discutiu a volta do futebol ou para qualquer outro assunto”, escreveu o Tricolor carioca.

No último domingo, em uma reunião entre a prefeitura do Rio de Janeiro, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) e 14 dos 16 clubes que disputam o Campeonato Carioca – apenas Fluminense e Botafogo não enviaram representantes -, debateram um plano para que o torneio seja retomado no meio de junho.

Em nota oficial, a Ferj comunicou que se reuniu no Riocentro, na zona oeste do Rio de Janeiro, com Marcelo Crivella e com dirigentes de América, Americano, Bangu, Boavista, Cabofriense, Madureira, Portuguesa, Macaé, Nova Iguaçu, Flamengo, Vasco, Volta Redonda, Friburguense e Resende.

“O prefeito revelou que o Comitê Científico classificou como irrepreensível o Protocolo Jogo Seguro de retorno aos treinamentos, produzido pela Ferj e os médicos. Houve entendimento de que, sob a orientação e acompanhamento dos clubes, os jogadores estão mais bem cuidados e em maior segurança”, informou a entidade.

Ainda no texto, a Ferj diz que existe a “previsão de volta do futebol possivelmente para meados de junho, mas sem público, e os clubes devem progredir, passo a passo, com fase de avaliação clínica, testes físicos, exercícios de reabilitação dos efeitos da inatividade muscular e atividades de recuperação da capacidade laborativa”.

Flamengo e Vasco são os clubes mais interessados no retorno do futebol. Na semana passada, integrantes das duas agremiações foram até Brasília para pedir o apoio presidente Jair Bolsonaro para a retomada do Carioca.