Fluminense de Feira desiste de contratar goleiro Bruno após repercussão negativa

  • Por Jovem Pan
  • 08/01/2020 12h03
Renata Caldeira/TJMG Bruno Bruno não fechará com o Fluminense de Feira

O Fluminense de Feira, da Bahia, desistiu de contratar o goleiro Bruno. Em comunicado oficial, divulgado na noite da última terça-feira (7), o clube informou que a repercussão negativa por parte da torcida feminina fez com que a negociação fosse encerrada.

“Devido a grande manifestação de uma parte da torcida, em especial a torcida feminina, e da grande movimentação nas redes sociais, a diretoria do Fluminense de Feira desistiu da contratação do goleiro Bruno Fernandes, ex-Flamengo”, comunicou.

Em entrevista coletiva, Ewverton Carneiro, conhecido como Pastor Tom, atribui a desistência após uma fala da jornalista Jessica Senra, da TV Bahia, que criticou o possível reforço do Fluminense.

No desabafo da apresentadora, que viralizou na web, ela afirmou: “Uma pessoa que cometeu um erro, que já pagou por ele em termos judiciais, precisa poder refazer sua vida. E, legalmente, não há nenhum impedimento para que ela exerça qualquer profissão para qual esteja habilitada. Mas, no caso do feminicida Bruno e a profissão de atleta, eu quero questionar você que está aí do outro lado: isso é moral?”

“Desejamos e precisamos que pessoa que cometem crimes tenham a possibilidade de refazerem suas vidas. Mas diante de um crime tão bárbaro, tão cruel, poderíamos tolerar que o feminicida Bruno voltasse à posição de ídolo? Que mensagem mandaríamos à sociedade?”, continuou.

Bruno foi condenado a 22 anos e 3 meses de prisão por ser mandante do assassinato de Elisa Samúdio, cometido em 2010. Em regime semiaberto, o atleta foi autorizado pela Justiça a voltar aos gramados.

Posted by Fluminense de Feira on Wednesday, January 8, 2020