Fluminense perde para a LDU, mas avança na Sul-Americana e pegará o Flamengo

  • Por Estadão Conteúdo
  • 21/09/2017 22h06
EFE/José JácomeGol salvador de Pedro, aos 41 do 2º tempo, garantiu a classificação do Fluminense ante a LDU, pela Copa Sul-Americana

O jovem time do Fluminense foi a Quito e voltará para casa com a vaga nas quartas de final da Copa Sul-Americana. O gol heroico de Pedro, nos minutos finais, garantiu a classificação do time carioca nesta quinta-feira apesar da derrota por 2 a 1 e de uma atuação para ser esquecida dos comandados de Abel Braga, dominados durante quase todo o jogo pelo adversário. Pouco importa, porque a vaga ficou com a equipe tricolor, que agora fará clássico como Flamengo na próxima fase.

De quebra, o Fluminense encerrou a freguesia recente diante da LDU. Afinal, foi o rival equatoriano que bateu o time carioca nas decisões da Libertadores de 2008 e da Copa Sul-Americana do ano seguinte, sempre com grandes atuações em Quito. Se as derrotas no Equador por 4 a 2, em 2008, e 5 a 1, em 2009, acabaram com a chance de título dos tricolores, esta, mais magra, garantiu a vaga da equipe na próxima fase.

Antes de pensar no Fla-Flu das quartas de final, porém, o Fluminense volta as atenções para o Campeonato Brasileiro. No domingo, a equipe recebe o Palmeiras, no Maracanã. Até lá, a equipe precisará resolver alguns problemas que repetiu nesta quinta, como os erros nas bolas alçadas à área e o espaço no lado esquerdo da defesa.

Apesar da fraca atuação, as primeiras impressões nesta quinta foram das melhores para o Fluminense. Logo aos dois minutos, Léo cobrou lateral direto para a área, Peu se antecipou à defesa e desviou no travessão. O que ninguém esperava é que esta seria a única chance criada pela equipe ao logo do primeiro tempo.

No segundo tempo, de tanto falhar nos cruzamentos, o Fluminense finalmente seria castigado aos 12 minutos. Cevallos ergueu a bola da intermediária e encontrou Barcos sozinho, aproveitando a tentativa de linha de impedimento de Frazan. O argentino teve apenas o trabalho de deslocar Júlio César de cabeça.

O gol embalou a LDU, que marcaria o segundo logo na sequência, aproveitando outro erro recorrente do adversário. Julio teve toda tranquilidade para avançar nas costas de Léo e rolar no meio da área para Cevallos, que chegou batendo firme de primeira

Quando o placar parecia definido, veio o castigo para os donos da casa. Aos 41 minutos, Gustavo Scarpa cobrou escanteio da direita, a defesa falhou e Pedro apareceu sozinho na área para marcar.